Mercado fechado

Banco central do Canadá corta taxa de juros em decisão de emergência

O Banco Central cortou sua taxa de juros overnight em 50 pontos-base, para 0,75%, em decisão extraordinária.

Segundo a instituição, a medida não programada é proativa e foi tomada à luz dos choques negativos na economia do Canadá decorrentes da pandemia de Covid-19 e da recente queda acentuada nos preços do petróleo.

"Está claro que a disseminação do coronavírus está tendo sérias conseqüências para as famílias canadenses e para a economia do Canadá. Além disso, os preços mais baixos do petróleo pesarão bastante na economia", afirmou a nota.

A instituição também afirmou que oferecerá uma perspectiva completa da atual situação do país no próximo dia 15 de abril, quando está marcada sua próxima decisão de política monetária.

"À medida que a situação evolui, o Conselho do Banco do Canadá está pronto para ajustar ainda mais a política monetária, se necessário, para apoiar o crescimento econômico e manter a inflação na meta", afirmou o banco.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, também prometeu lançar nos próximos dias um “pacote significativo” de estímulos fiscais para ajudar a economia do país a enfrentar os efeitos da pandemia do novo coronavírus. Trudeau não deu detalhes, mas a imprensa canadense especula que o estímulo discutido entre o governo e o parlamento seja de cerca de US$ 14 bilhões.