Mercado fechado
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,00
    -2,95 (-4,22%)
     
  • OURO

    1.773,30
    -9,00 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    57.218,75
    -1.183,68 (-2,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.456,40
    +13,62 (+0,94%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.238,25
    -152,50 (-0,93%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3745
    +0,0453 (+0,72%)
     

PIX: veja as novas regras para o horário noturno

·2 min de leitura
In this photo illustration a Pix logo seen displayed on a smartphone with a Pix logo in the background on September 27, 2021 in Sao Paulo, Brazil. (Photo Illustration by Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)
O período noturno do Pix foi criado no mês de outubro para evitar golpes, roubos e sequestros ligados ao serviço
  • Período noturno deve começar até as 22h, em horário a ser definido pelos usuários do Pix;

  • Contas de pessoas físicas tem limite noturno de R$ 1.000 para transferências e pagamentos;

  • Limite noturno do Pix foi criado para evitar golpes, roubos e sequestros ligados ao serviço;

O Banco Central alterou nesta segunda-feira (22), em mudança publicada no Diário Oficial da União e reproduzida no portal Nexo, as opções de escolha para o chamado período noturno do Pix, em que as contas de pessoas físicas têm limite de R$ 1.000 para transferências e pagamentos. O período noturno podia começar entre 20h e 23h59. 

Leia também:

A partir de agora, com a mudança, esse período deve começar, no máximo, às 22h, de acordo com a nova regra, em horário a ser definido pelos próprios usuários do Pix. O período dura até as 6h do dia seguinte. Segundo dados do Banco Central revelados pelo portal Nexo, cerca de 110 milhões de usuários utilizam o sistema Pix, tendo até setembro, movimentado R$ 3,46 trilhões em transferências. 

Limite noturno do Pix foi criado para evitar crimes

O período noturno do Pix foi criado no mês de outubro para evitar golpes, roubos e sequestros ligados ao serviço. Em São Paulo, por exemplo, sequestros-relâmpago foram impulsionados em 2021 por conta da facilidade do pagamento, segundo dados do estado revelados pelo portal Nexo. De acordo com a nova regra do Banco Central, os usuários do Pix têm até 29 de julho de 2022 para estipular quando começa o período noturno. 

Na medida divulgada pelo Diário Oficial da União, o órgão também define que os bancos poderão bloquear preventivamente operações consideradas suspeitas. É possível pedir a alteração do limite de R$ 1.000 no horário noturno. Para isso, os clientes devem entrar em contato com suas instituições financeiras. Os aumentos de limites costumam ser efetivados entre 24h e 48h após o pedido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos