Mercado abrirá em 8 h 25 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,98
    +0,69 (+0,98%)
     
  • OURO

    1.762,20
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    42.400,98
    -3.235,51 (-7,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.060,39
    -74,00 (-6,52%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.022,12
    -77,02 (-0,32%)
     
  • NIKKEI

    29.960,49
    -539,56 (-1,77%)
     
  • NASDAQ

    15.082,75
    +73,25 (+0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2466
    +0,0019 (+0,03%)
     

Banco Central adia implementação da terceira fase do Open Banking

·2 minuto de leitura

O Banco Central (BC) informou na última sexta-feira (27) que adiou o início da terceira fase da implementação do open banking, marcada inicialmente para esta segunda-feira (30). Agora, as instituições bancárias vão ter até o dia 29 de outubro deste ano para permitir o compartilhamento do serviço de iniciação de transação de pagamento e o encaminhamento de proposta de operação de crédito entre diferentes empresas.

Em uma nota publicada em seu site, o BC afirmou que adiou a data pela “necessidade de ajustes nas especificações técnicas, que comprometeram o prazo para realização de testes para a certificação das instituições”. Segundo os planos da instituição, a terceira fase do open banking conta com as seguintes etapas:

  • 29 de outubro: pagamentos com PIX;

  • 15 de fevereiro de 2022: pagamentos com TEDs e transferências entre contas da mesma instituição;

  • 30 de março de 2022: encaminhamento da proposta de crédito;

  • 30 de junho de 2022: pagamentos com boletos;

  • 30 de setembro de 2022: pagamentos com débito em conta.

Com a adoção do Open Banking, o Banco Central pretende facilitar a vida de consumidores, que poderão transitar entre serviços de diferentes instituições bancárias com mais facilidade. Com a adoção do encaminhamento da proposta de crédito, por exemplo, uma pessoa poderá fazer de uma só vez solicitações de empréstimos e financiamentos a diversos bancos, financeiras e cooperativas. A primeira novidade que deve chegar aos consumidores é a possibilidade de usar o PIX como forma de pagamento integrada entre diferentes instituições.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Essa não é a primeira vez que o BC é forçado a adiar datas de implementação da tecnologia: a primeira fase inicialmente deveria passar a funcionar em novembro de 2020, mas só foi implementada em fevereiro deste ano. O mesmo aconteceu com a segunda fase que, prevista inicialmente para o dia 15 de julho, entrou em vigor no dia 13 de agosto.

Até o momento, permanece marcada para dezembro deste ano a Fase 4 do Open Banking no Brasil, que prevê o compartilhamento de dados e serviços relacionados a operações de câmbio, investimentos, seguros e previdência. Além da facilidade de transitar entre instituições financeiras, a tecnologia também permitirá que empresas ofertem produtos mais variados e reduzam seus custos, já que todas as APIS usadas são abertas e compartilhadas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos