Mercado fechará em 1 h 47 min
  • BOVESPA

    112.853,06
    +1.563,88 (+1,41%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.235,12
    +198,07 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,43
    +0,08 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.792,80
    -36,90 (-2,02%)
     
  • BTC-USD

    36.513,64
    -1.813,80 (-4,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    837,12
    +17,62 (+2,15%)
     
  • S&P500

    4.383,46
    +33,53 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    34.544,52
    +376,43 (+1,10%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.807,00
    -482,90 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    26.170,30
    -841,03 (-3,11%)
     
  • NASDAQ

    14.279,00
    +120,50 (+0,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0507
    -0,0557 (-0,91%)
     

Baidu inaugura serviço de robotáxi em Pequim

·2 min de leitura

Após diversos meses de testes, o serviço de táxis robôs da Baidu foi finalmente inaugurado em Pequim, capital da China. A empresa, considerada a “Google da China”, tem feito experimentos com seus táxis autônomos desde o ano passado e só recebeu autorização para cobrar taxas dos usuários recentemente, marcando a implantação oficial do primeiro serviço de viagens pagas sem motoristas no país.

Com a permissão para inaugurar seus serviços, a Baidu terá autonomia para operar seus veículos comerciais em uma área de 60 quilômetros quadrados, incluindo a cidade de Yizhuang, localizada a cerca de meia hora do centro de Pequim. Os clientes poderão solicitar um dos 67 carros do serviço em mais de 600 pontos de coleta e entrega em áreas comerciais e residenciais, disse a companhia.

<em>Apollo Go (Imagem: Reprodução/ Baidu)</em>
Apollo Go (Imagem: Reprodução/ Baidu)

Segundo o vice-presidente e chefe de operações de segurança, Wei Dong, o táxi robô da empresa será implementado em breve em outras grandes cidades do país, incluindo Xangai, Shenzhen e Cantão. O CEO da Baidu, Robin Li, também comentou que a corporação planeja expandir seu serviço para 100 cidades até 2030.

Embora a “Google chinesa” ainda não tenha revelado quanto vai custar para dar uma voltinha por aí num carro sem motorista, ela informou que as taxas serão comparáveis ​​às tarifas cobradas nos serviços premium de corridas compartilhadas na China. Além da Baidu, outras empresas do setor também foram autorizadas a iniciarem testes de direção autônoma na mesma área, dentre elas a Pony.Ai, que é apoiada pela Toyota.

A Baidu também anunciou que sua próxima geração de veículos autônomos terá o custo de fabricação reduzido pela metade em comparação com a geração anterior. Os modelos serão desenvolvidos em conjunto com três fabricantes de carros elétricos chineses: a WM Motor, a Aion, marca criada pela GAC; e a estatal Arcfox, pertencente ao Grupo BAIC.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos