Mercado fechado

'Baderna não será tolerada', diz Eduardo Paes

***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 23.10.2018 - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD). (Foto: Zô Guimarães/Folhapresss)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 23.10.2018 - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD). (Foto: Zô Guimarães/Folhapresss)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O perfeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), disse nesta terça-feira (1°) que a "baderna não vai ser tolerada", em referência aos bloqueios de vias realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL).

A afirmação de Paes foi feita nas redes sociais. O prefeito compartilhou a mensagem com um vídeo da retirada de um protesto.

As imagens mostram a participação de agentes da Guarda Municipal do Rio na ação e o uso de spray contra manifestantes.

"Protestar é um direito de todos. O que não pode é baderna e prejudicar o povo trabalhador em razão da ação de pequenos grupos claramente com fins políticos. Na cidade do Rio não iremos permitir. A GM manterá a livre circulação em nossa cidade, certamente com o apoio da PM", prometeu Paes em outra publicação.