Mercado fechado
  • BOVESPA

    123.554,46
    +1.038,72 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,03
    +729,55 (+1,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,60
    -0,66 (-0,93%)
     
  • OURO

    1.813,60
    -8,60 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    38.029,83
    -1.091,82 (-2,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    928,48
    -14,96 (-1,59%)
     
  • S&P500

    4.423,15
    +35,99 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    35.116,40
    +278,24 (+0,80%)
     
  • FTSE

    7.105,72
    +24,00 (+0,34%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    15.043,75
    +91,00 (+0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1645
    +0,0204 (+0,33%)
     

Bactérias podem ajudar o corpo humano a combater o câncer

·2 minuto de leitura
Bactérias podem ajudar o corpo humano a combater o câncer
Bactérias podem ajudar o corpo humano a combater o câncer

Nosso corpo é repleto de curiosidades e bactérias capazes de feitos incríveis. Os micróbios, por exemplo, auxiliam em tudo, desde a fermentação das fibras até a sensação de saciedade. Porém, seus efeitos não ficam apenas no intestino.

Os micróbios intestinais, como bactérias e leveduras, possuem um papel na diabetes , depressão e doenças neurovasculares. A novidade é que os cientistas descobriram que as moléculas produzidas pelas bactérias do estômago podem dar ao corpo humano uma ajuda no que diz respeito ao sistema imunológico.

“Os resultados são um exemplo de como os metabólitos das bactérias intestinais podem alterar o metabolismo e a regulação de nossas células e, assim, influenciar positivamente a eficiência das terapias tumorais”, explicou o imunologista, Maik Luu, do Hospital Universitário de Würzburg, na Alemanha.

Isso porque os ácidos graxos de cadeia curta (SCFAs) são uma das moléculas úteis produzidas quando a fibra alimentar é fermentada no intestino. Os principais SCFAs são o acetato e o butirato, junto com o pentanoato, encontrado apenas em algumas bactérias. Todos possuem efeitos positivos para a saúde em humanos, como: regulação da resistência à insulina, colesterol e até mesmo o apetite.

A equipe descobriu que as moléculas – butirato e o pentanoato – também aumentam a atividade antitumoral de um tipo de célula conhecida como CD8. “Quando os ácidos graxos de cadeia curta reprogramam as células T CD8, um dos resultados é o aumento da produção de moléculas pró-inflamatórias e citotóxicas”, explicou Luu.

câncer
Imagem: PDPics (Pixabay)

Através de experiências com ratos de laboratório, os pesquisadores chegaram a conclusão que certas bactérias produzem pentanoato. Por exemplo, uma bactéria intestinal humana relativamente rara aumentou pequenas proteínas chamadas citocinas nas células T, levando a um aumento da capacidade de destruir células tumorais.

Como controle, eles realizaram experimentos com outras bactérias não produtoras de pentanoato e não encontraram nenhum efeito nos níveis de citocinas. A descoberta pode ser útil para terapias que potencializam o sistema imunológico para combater o câncer.

Algumas células tumorais têm proteínas em suas superfícies que podem se ligar às proteínas das células T, resultando em uma resposta imune de ‘checkpoint’, que diz à célula assassina para poupar seu alvo, neste caso, a célula cancerosa.

Leia mais:

“Este estudo demonstrou que uma mistura de comensais humanos de baixa abundância foi capaz de aumentar substancialmente a eficácia da terapia ICI em camundongos”, concluiu a equipe em um dos artigos publicados.

Sendo assim, isso nos coloca mais perto de entender como a mistura certa de moléculas e bactérias intestinais podem ajudar a impulsionar as terapias para pacientes com câncer.

Além disso, a equipe examinou um tipo de célula T geneticamente modificada, chamada de células CAR-T que é usada na imunoterapia, descobrindo assim, que a assistência bacteriana funcionava da mesma maneira, principalmente em tumores sólidos.

Fonte: Science Alert

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos