Mercado abrirá em 1 h 40 min

"Baby Shark" é o vídeo mais assistido da história do YouTube

Felipe Ribeiro
·1 minuto de leitura

Vídeos musicais são, por via de regra, um prato cheio para o acúmulo infindável de visualizações no YouTube. Entre os vídeos mais vistos, a maioria esmagadora é de clipes famosos, como Despacito, de Luis Fonsi, ou Sorry, de Justin Bieber. Eis que, em 2020, o topo dessa lista foi tomado por uma canção infantil — e das mais viciantes. O YouTube anunciou que Baby Shark, interpretada pela coreana-americana Hope Segoine e publicada pela empresa Pink Fong, se tornou o vídeo mais visto da plataforma.

O clipe da música, que já foi replicada por diversos artistas e em inúmeros países, foi assistido 7,04 bilhões de vezes, ultrapassando justamente a música latina Despacito, que liderava o ranking há algum tempo. Se somássemos o tempo total de reprodução de Baby Shark, ela acumularia a incrível marca de 30.187 anos.

Segundo a BBC, essa canção de refrão pegajoso não teve origem na Coreia do Sul, que é uma máquina de produzir virais desse nível, mas sim nos Estados Unidos, por volta de 1975, quando era cantada comumente em acampamentos de verão por lá. Hoje, além de estar presente neste vídeo, é utilizada em eventos esportivos pelo mundo como cânticos de torcidas (antes da pandemia, claro) e já gerou produtos licenciados no Reino Unido e em outros países.

Ranking dos vídeos mais vistos no YouTube/ Imagem: YouTube
Ranking dos vídeos mais vistos no YouTube/ Imagem: YouTube

A estimativa é de que, apenas com Baby Shark, a Pink Fong tenha arrecadado US$ 5,2 milhões com monetização no YouTube.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: