Mercado fechará em 3 h 19 min
  • BOVESPA

    109.687,57
    -444,96 (-0,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.054,62
    -145,97 (-0,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,10
    -0,61 (-1,33%)
     
  • OURO

    1.812,30
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    17.191,63
    -787,54 (-4,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    335,71
    -34,81 (-9,39%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.358,81
    -32,28 (-0,51%)
     
  • HANG SENG

    26.819,45
    +149,70 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    26.537,31
    +240,45 (+0,91%)
     
  • NASDAQ

    12.190,75
    +38,50 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3357
    -0,0020 (-0,03%)
     

B2W reduz prejuízo para R$37 mi no 3º tri

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - O grupo de comércio eletrônico B2W teve prejuízo de cerca de 37 milhões de reais no terceiro trimestre ante prejuízo de 102,5 milhões no mesmo período de 2019, com forte crescimento de vendas na esteira de medidas de quarentena contra a Covid-19.

A B2W teve alta de 65,7% no Ebitda ajustado do trimestre, a 252 milhões de reais. A margem subiu de 9,1% para 9,5%.

Dona de sites como Submarino e Americanas.com, a B2W viu as vendas totais no conceito GMV dispararem 56,2% no trimestre sobre um ano antes, para 7,26 bilhões de reais.

A base de clientes ativos cresceu em 5,9 milhões, para 20,8 milhões. Já a de vendedores no marketplace da empresa cresceu em cerca de 10 mil, para quase 80 mil. No fim de 2019, o número de vendedores era 46,8 mil.

(Por Alberto Alerigi Jr.)