Mercado abrirá em 25 mins
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,72
    +0,87 (+1,19%)
     
  • OURO

    1.784,50
    +7,10 (+0,40%)
     
  • BTC-USD

    34.016,28
    +2.401,55 (+7,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,96
    +19,63 (+2,47%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.121,63
    +31,62 (+0,45%)
     
  • HANG SENG

    28.817,07
    +507,31 (+1,79%)
     
  • NIKKEI

    28.874,89
    -9,24 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    14.273,50
    +15,25 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9121
    -0,0077 (-0,13%)
     

Bólido brilhante cruza o céu diurno da Bahia e chama atenção com forte estrondo

·2 minuto de leitura

Por volta das 10h02 desta última segunda-feira (17), o céu diurno da Bahia foi cruzando por um objetivo luminoso seguido de um barulho intenso. Tamanho era o brilho que, mesmo em plena luz do dia e com o céu parcialmente nublado, moradores da cidade de Brotas de Macaúba e também de Oliveira dos Brejinhos, ao norte do estado, conseguiram avistar o fenômeno. Posteriormente, especialistas confirmaram a suspeita: trava-se de um meteoro.

O meteoro que cruzou os céus da Bahia se tratava de um bólido, tipo de meteoro muito brilhante e que causa o estrondo ouvido por lá. Acontece que, por ser grande, mas nem tanto a ponto de ser uma ameaça, o meteoro leva mais tempo para se queimar durante sua entrada na atmosfera terrestre, normalmente acompanhando de um estrondo — quando ele explode e se desmancha de vez. Segundo o presidente da Associação Paraibana de Astronomia (APA), Marcelo Zurita, os relatos dos moradores combinados com as imagens obtidas confirmam a passagem de um bólido.

Imagem de satélite revela uma mancha azul, provavelmente provocado pela passagem do bólido (Imagem: Reprodução/NOAA)
Imagem de satélite revela uma mancha azul, provavelmente provocado pela passagem do bólido (Imagem: Reprodução/NOAA)

No Brasil, existem algumas redes de monitoramento de meteoros, como é o caso da Brazilian Meteor Observation Network (BRAMON), a qual, conforme apontou Zurita, recebe relatos de meteoros como este. O depoimento de testemunhas oculares é muito importante para a confirmação de um meteoro ou não. O Laboratório Sismólogo (LabSis), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), monitora e divulga, em tempo real, qualquer atividade sísmica da região nordeste do país. "Estamos verificando nos nossos dados para saber se registramos o eventual impacto", disse Aderson Nascimento, coordenador do laboratório.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez neste ano que um bólido brilhante como este chama a atenção dos moradores da Bahia. Em janeiro, um meteoro também cruzou o céu do estado durante o dia, sendo confirmado pelas imagens obtidas pela BRAMON. Zurita reforça que o bólido avistado nesta semana não tem relação alguma com aquele de janeiro.

Abaixo, você assiste ao momento em que o bólido cruzo o céu baiano, registrado pelas câmeras do Clima Ao Vivo — que monitora o céu da região:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos