Mercado abrirá em 3 h 41 min

Azul reduz capacidade e adota medidas para contenção de gastos

Allan Ravagnani

Companhia anunciou a suspensão de todos os voos internacionais que opera, com exceção das viagens que partirem do aeroporto de Viracopos, no interior de São Paulo A Azul S.A. anunciou que vai reduzir sua capacidade de 20% a 25% em março e de 35% a 50% a partir do mês de abril, até que a situação seja normalizada. A medida visa proteger sua posição financeira diante da pandemia do coronavírus.

A companhia anunciou a suspensão de todos os voos internacionais que opera, com exceção das viagens que partirem do aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Leo Pinheiro/Valor

Além disso, vai reduzir os salários do comitê executivo em 25%, suspender novas contratações, adiar o pagamento da participação nos lucros e resultados referente a 2019 e vai seguir com o já implementado plano de licença não remunerada, com 600 adesões.

“Continuamos focados no ajuste da capacidade de acordo com a variação na demanda e na preservação de nossa posição de caixa durante esse período. Encerramos 2019 como uma das companhias aéreas mais rentáveis do mundo. Nossa forte posição de liquidez, combinada com a experiência e dedicação de nossa equipe, me dá confiança de que sairemos desta crise muito mais fortes como companhia aérea”, disse, em nota ao mercado, o diretor-presidente da empresa, John Rodgerson.