Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.983,27
    +1.913,59 (+1,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.610,86
    +13,57 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,71
    +3,45 (+5,21%)
     
  • OURO

    1.780,40
    -3,50 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    49.005,77
    -10,94 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.266,55
    +6,39 (+0,51%)
     
  • S&P500

    4.593,61
    +55,18 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    35.241,36
    +661,28 (+1,91%)
     
  • FTSE

    7.232,28
    +109,96 (+1,54%)
     
  • HANG SENG

    23.349,38
    -417,31 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    27.927,37
    -102,20 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    15.826,75
    +109,00 (+0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4145
    +0,0192 (+0,30%)
     

Azerbaijão quer que corte internacional ordene que Armênia entregue mapas de minas terrestres

·1 min de leitura

HAIA (Reuters) - O Azerbaijão pediu nesta segunda-feira ao Tribunal Penal Internacional que ordene que a vizinha Armênia entregue mapas que diz apontarem a localização de minas terrestres em seu território, enquanto os juízes analisam alegações mútuas de que o outro lado violou um tratado contra discriminação.

Nesta altura do ano passado, tropas azeris expulsaram forças étnicas armênias de parcelas de um território que controlaram a partir dos anos 1990 dentro e no entorno da região de Nagorno-Karabakh até a Rússia mediar um cessar-fogo.

O vice-ministro das Relações Exteriores azeri, Elnur Mammadov, disse aos juízes que as medidas de emergência solicitadas são necessárias com urgência para proteger o país da "ameaça extrema" representada pelo que diz ser a recusa da Armênia de entregar os mapas.

A suposta campanha de instalação de minas terrestres "é, muito simplesmente, uma continuação da operação de limpeza étnica de décadas da Armênia e uma tentativa de manter estes territórios livres de azerbaijaneses", disse Mammadov.

A Armênia reagirá à alegação do Azerbaijão a respeito das minas terrestres em uma audiência ainda nesta segunda-feira.

Na semana passada, a Armênia também pediu medidas de emergência ao Tribunal Penal Internacional. Advogados da Armênia disseram aos juízes que o Azerbaijão insufla o ódio étnico contra os armênios.

Já o Azerbaijão rejeitou a acusação da Armênia e disse que é o contrário e que é a Armênia quem realiza uma limpeza étnica.

(Por Stephanie van den Berg)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos