Mercado abrirá em 1 h 45 min

Estreante na seleção olímpica, lateral do Spartak põe Tóquio-2020 em seus planos

(Foto: Instagram)

Por Fábio Paine, de Moscou

A vitória por 1 a 0 sobre os Estados Unidos na sexta-feira (15) e a decisão do torneio Internacional de Tenerife contra a Argentina neste domingo (17) serão os dois últimos jogos da seleção brasileira antes da realização do Torneio Pré-Olímpico, entre 18 de janeiro e 9 de fevereiro, na Colômbia.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

São também as últimas oportunidades para os aletas assegurarem suas vagas no torneio que classificará duas seleções para a Olimpíada de Tóquio.

Leia também:

Um dos atletas que quer agarrar esta chance é Ayrton Lucas. Lateral-esquerdo do Spartak Moscou, ele está em sua primeira convocação pelo time nacional olímpico. Não esteve em campo contra os americanos, mas pode ganhar uma oportunidade neste domingo.

Aliás, estar na seleção nesta reta final de preparação foi algo inesperado para o atleta de 21 anos, que se destacou no Brasil atuando pelo Fluminense.

"Eu já havia sido convocado para sub-15, sub-17. Mas não esperava mesmo esta oportunidade agora. Só soube quando vi a convocação. Nem meu empresário Carlos Leite sabia de nada. Após sair a lista, ele me ligou para parabenizar. Eu fiquei muito feliz, pois é sempre uma honra defender a seleção", afirmou ao Yahoo Esportes.

"Claro que ainda é uma seleção olímpica, mas espero que seja apenas um começo", afirmou.

Ayrton espera que mesmo com o pouco tempo restante até o Pré-Olímpico, consiga convencer o técnico André Jardine que merece estar na lista final.

Um fator que pode pesar a favor do atleta é o fato de o Campeonato Russo estar parado durante o torneio por causa do inverno. Assim, dificilmente haveria algum problema do Spartak em liberá-lo.

"Quando se tem uma oportunidade, é preciso corresponder. Como esta fia primeira vez que fui convocado, tenho de correr em dobro e ganhar a confiança do treinador. Seja jogando ou apenas treinando. Espero dar o meu melhor, o resto será consequência", disse.

Não é só o Pré-Olímpico que motiva o atleta. Uma vez lembrado para a equipe nacional ele também já coloca a Olimpíada como uma de suas prioridades na próxima temporada.

E espera que a titularidade absoluta no time russo o ajude nisso.

"Vou seguir fazendo o meu melhor, seguir apresentando este futebol que me levou à seleção. O que farei no clube será muito importante para conseguir esta vaga. Agora sei que estou sendo observado de perto", completou.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter