Mercado abrirá em 3 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.126,51
    +442,96 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,70
    -0,07 (-0,13%)
     
  • OURO

    1.853,60
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    31.876,92
    -491,37 (-1,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    644,80
    -32,10 (-4,74%)
     
  • S&P500

    3.855,36
    +13,89 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.960,00
    -36,98 (-0,12%)
     
  • FTSE

    6.669,99
    +31,14 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.442,00
    -33,50 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6920
    +0,0558 (+0,84%)
     

Avó causa polêmica ao cobrar R$ 50 por hora para cuidar do neto

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Cobrança foi revelada pela própria avó nas redes sociais e gerou polêmica. (Foto: Getty Images)
Cobrança foi revelada pela própria avó nas redes sociais e gerou polêmica. (Foto: Getty Images)

Uma mulher neozelandesa gerou polêmica nas redes sociais ao revelar que cobra uma quantia financeira para cuidar do neto. Ela informou que pediu US$ 12 (cerca de R$ 60) por hora pelo “trabalho”, mas aceitou a contraproposta de US$ 10 (cerca de R$ 50) da filha.

“Minha filha tem 29 anos, tem um filho de um ano e vai voltar do trabalho em breve. Ela trabalha cinco dias por semana, cerca de sete, oito horas, e perguntou se eu poderia ficar de babá do seu filho dois ou três dias por semana”, explicou a senhora, que não quis revelar o nome, no Reddit.

Leia também

A mulher destacou que costuma trabalhar de sua residência e que, para cuidar do neto, precisou abrir mão de horas de serviço semanalmente, o que gerou um buraco em sua receita mensal. Por isso, questionou na rede social se estava errada em sua decisão de cobrar uma quantia da filha.

“Ela entendeu minha necessidade de receber o pagamento, mas abaixou o valor para US$ 10 por hora porque disse que não pode pagar os US$ 12 com seu emprego de US$ 22 a hora. Tenho minha vida, trabalho para mim mesma e acho que ela deveria entender que estou abrindo mão do meu tempo de trabalho”, argumentou.

A senhora responsável pela polêmica, no entanto, fez questão de esclarecer que esta relação trabalhista não tem qualquer relação com seu sentimento pelo neto. “Eu amo meu neto. Mas, como expliquei, não sou uma creche.”