Mercado fechado

Avião ucraniano pode ter sido derrubado 'sem querer' por mísseis do Irã

Foto: AP Photo/Ebrahim Noroozi

voo ucraniano que caiu logo após deixar Teerã, capital do Irã, foi derrubado por um sistema de bateria antiaérea dos iranianos. As informações são da Newsweek, que afirma ter tido confirmações de fontes do Pentágono, de oficial da inteligência norte-americana e de fontes da inteligência do Iraque.

As informações sobre os mísseis iranianos foram também confirmadas pela rede de televisão CBS. No voo atingido estavam 176 pessoas que morreram, incluindo um total de 63 canadenses.

Leia mais sobre o conflito entre Estados Unidos e Irã

Os três oficiais que falaram à Newsweek afirmam não poder falar publicamente sobre o assunto. A publicação, no entanto, garante que eles afirmam se tratar de um Tor-M1, sistema construído na Rússia e conhecido pela Tan como Gaunlet. 

Ainda de acordo com a publicação norte-americana, a fonte vinda do Pentágono afirma que a avaliação do órgão militar norte-americano é de que o incidente ocorreu de maneira acidental. Segundo ele, provavelmente aeronaves antiaéreas do Irã estavam ativas após ataques com mísseis no país.

Como as informações não são oficiais, outros cenários para o incidente continuam sendo investigados. Entre eles, uma colisão com um veículo aéreo não tripulado ou até um não identificado. Os especialistas não descartam ainda falha de funcionamento técnico e até mesmo um ataque terrorista.