Mercado abrirá em 7 h 37 min

Avianca Holdings anuncia redução de 30% a 40% na oferta de voos

Cibelle Bouças

A restrição é válida para voos internacionais e passa a valer a partir deste sábado (14) A Avianca Holdings, que reúne as empresas Avianca (da Colômbia), Tampa Cargo, Aerolíneas Galápagos (Aerogal) e Taca, informou nesta sexta-feira (13) que decidiu reduzir a oferta de voos entre 30% e 40% a partir deste sábado (14). A restrição é válida para voos internacionais.

O corte na capacidade tem por objetivo adequar-se ao ambiente de demanda reprimida por causa da pandemia de covid-19.

A companhia informou que está reorganizando parte das rotas através do centro de operações em Bogotá. Além disso, vai ajustar o número de voos para certas rotas.

“Embora o efeito a médio prazo ainda seja incerto, no curto prazo é evidente uma queda acentuada na demanda de viagens”, disse em comunicado Silvia Mosquera, diretora comercial da Avianca Holdings.

Para os clientes que já compraram passagens para os destinos que sofreram mudanças, a companhia vai oferecer opções para alterar a data do voo ou mudar a rota, sem o pagamento de multas.

Parceira da Avianca para voos internacionais, a United Airlines informou esta semana que espera uma queda na demanda nos Estados Unidos de 70% em abril e maio, 60% em junho, baixando gradualmente até 20% em dezembro.

Latam

Ontem, a sua principal concorrente na América do Sul, a Latam, anunciou uma redução de aproximadamente 30% na oferta de voos internacionais, também em decorrência da queda na demanda por causa da pandemia de coronavírus. A redução de voos contempla principalmente rotas da América do Sul para a Europa e os Estados Unidos, no período de 1º de abril a 30 de maio.

A Delta, parceira da Latam, informou hoje uma redução de 40% na capacidade de voos, para fazer frente à forte queda na demanda, entre outras medidas.

American Airlines

Parceira da Gol, a American Airlines anunciou, nesta sexta, novos ajustes na oferta de voos, com suspensão de rotas para São Paulo, Santiago do Chile, Buenos Aires e Córdoba, na Argentina, a partir de 19 de março até maio, junho ou outubro, dependendo da rota.

Divulgação

Gol

A Gol informou que vai rever a sua oferta de voos. A companhia tem voos principalmente para Estados Unidos e Caribe.

Azul

A Azul anunciou na quinta (12) que fará uma redução na capacidade internacional de 20% a 30% e vai reduzir o ritmo de crescimento no mercado doméstico.

Os recibos de ações (ADRs) da Avianca fecharam em queda de 10,00% na bolsa de Nova York (Nyse), para US$ 1,80. Os ADRs da Latam, por sua vez, subiram 7,64%, a US$ 4,93.

No Brasil, as ações da Azul valorizaram 19,36%, para R$ 24,23, em um dia de recuperação após a forte queda de ontem da bolsa. As ações da Gol subiram 10,73%, para R$ 11,04.