Avanço sustentável só com inflação baixa, diz Hamilton

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, endossa a visão que "a inflação baixa é precondição para crescimento sustentável." Ele destacou que o regime de metas de inflação, introduzido em 1999, comprovou ser eficiente para manter a estabilidade de preços no País.

Segundo o executivo, o controle da inflação é um dos três elementos do chamado "tripé macroeconômico", em que se baseia a política econômica do governo. Completam o trio câmbio flutuante e rigor fiscal, a ponto de gerar superávits primários suficientes para a manutenção da trajetória decrescente da dívida pública líquida. "O tripé do regime de metas se consolidou e se comprovou ser melhor para o Brasil", disse, durante evento em São Paulo nesta terça-feira.

Ele acrescentou que quanto mais baixa a inflação, menor o prêmio de risco e maior o horizonte de planejamento e de investimentos.

O executivo ressaltou que, na última década, apesar de a inflação estar sob controle, houve um período de instabilidade macroeconômica. Salientou ainda a importância da Lei de Responsabilidade Fiscal para a economia brasileira. "Não há crescimento sustentável em um cenário de indisciplina fiscal."

Carregando...