Mercado fechará em 5 h 26 min

Auxílio Taxista será pago a 245 mil motoristas na primeira etapa

A primeira fase de pagamentos custará R$ 490,4 milhões aos cofres (Getty Images)
A primeira fase de pagamentos custará R$ 490,4 milhões aos cofres

(Getty Images)

  • Mais de 245 mil motoristas receberão o Auxílio Taxista na primeira rodada;

  • Pagamentos começam amanhã (16);

  • Motoristas cujas prefeituras enviarem seus dados até hoje (15) receberão no dia 30 de agosto.

O Ministério do Trabalho e Previdência informou que o BEm-Taxista será pago a 245.213 motoristas de táxis de todo o Brasil na primeira etapa. A partir desta terça-feira (16), os beneficiários receberão duas parcelas no valor de R$ 1 mil cada, referentes a julho e agosto.

Entre 25 de julho e 2 de agosto, as prefeituras enviaram os dados de 300.771 profissionais na fase inicial de cadastros para o primeiro lote de processamento de dados. Outros 49.515 foram considerados inelegíveis, pelas próprias prefeituras, por não cumprirem com os requisitos legais para receber o auxílio.

A primeira fase de pagamentos custará R$ 490,4 milhões aos cofres. As informações são do g1.

Segunda rodada

As prefeituras têm até às 19h desta segunda-feira (15) para enviar os dados dos taxistas que ainda não foram inscritos no programa. Uma terceira janela foi aberta com prazo até 11 de setembro, mas o Ministério não descarta uma nova prorrogação, caso necessário.

Os motoristas que forem cadastrados até hoje poderão receber as duas parcelas do benefício no dia 30 de agosto. Até o momento, mais de 24 mil novas inscrições foram enviadas para a pasta.

O limite orçamentário total aprovado para o benefício é de R$ 2 bilhões. Têm direito os motoristas com carteira de habilitação válida e alvará em vigor no dia 31 de maio deste ano, mas não é necessário ser proprietário do alvará.

O BEm-Taxista está previsto na Proposta de Emenda Constitucional (PEC) Eleitoral, aprovada em julho pelo Congresso Nacional a menos de três meses das eleições. O texto também cria o BEm-Caminhoneiro e amplia os valores pagos aos beneficiários do Auxílio Brasil e Vale-Gás.