Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.570,91
    +1.402,43 (+2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Auxílio emergencial: Caixa estuda antecipar próximas parcelas

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
BRAZIL - 2020/05/25: In this photo illustration an Auxílio Emergencial logo seen displayed on a smartphone. (Photo Illustration by Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Caixa fará análise de possível adiantamento com base no pagamento do primeiro ciclo do auxílio (Fotoilustriação por Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Caixa anunciou que analisa antecipar os pagamentos das próximas parcelas do auxílio emergencial

  • Ontem, já havia sido anunciado o adiantamento da primeira parcela

  • Enquanto há essa análise, os calendários de pagamento das outras parcelas continua o mesmo

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, informou nesta sexta-feira (16) em uma live que o banco poderá antecipar o pagamento das próximas parcelas do auxílio emergencial 2021. Na última quinta-feira (15), a Caixa já havia anunciado a antecipação do calendário de saques em dinheiro da primeira parcela. 

Leia também:

"A partir da avaliação do pagamento deste primeiro ciclo poderemos também antecipar os pagamentos dos ciclos 2, 3 e 4", disse o presidente da Caixa. 

Calendários ainda mantidos

Guimarães informou que, apesar do anúncio de que o banco poderá avaliar dinâmica dos pagamentos analisando a possibilidade de antecipação dos pagamentos, ainda continuam valendo os calendários já divulgados.