Mercado fechará em 3 h 8 min
  • BOVESPA

    107.533,72
    -989,75 (-0,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,58
    -0,81 (-1,10%)
     
  • OURO

    1.880,20
    +3,60 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    22.836,36
    -293,36 (-1,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,42
    -0,71 (-0,14%)
     
  • S&P500

    4.113,79
    -22,69 (-0,55%)
     
  • DOW JONES

    33.820,09
    -105,92 (-0,31%)
     
  • FTSE

    7.812,69
    -89,11 (-1,13%)
     
  • HANG SENG

    21.222,16
    -438,31 (-2,02%)
     
  • NIKKEI

    27.693,65
    +184,19 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.502,75
    -121,25 (-0,96%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5750
    +0,0365 (+0,66%)
     

Auxílio Brasil será permanente, diz João Roma

  • Segundo informações do próprio governo federal, o auxílio só duraria até o final de 2022.

  • Para João Roma, Auxílio representa um investimento no futuro do Brasil

  • Valor ainda é contingente da aprovação da PEC dos Precatórios no Senado

Nesta quinta-feira (11), o Ministro da Cidadania, João Roma, comunicou durante a cerimônia do "Comida no Prato", que o Auxílio Brasil será um programa permanente de redistribuição de renda.

A afirmação contradiz o que era acreditado e havia sido anunciado pelo próprio Palácio do Planalto, que o programa iria expirar no final de 2022.

"Disseram que era transitório. Não. Estamos falando de programa permanente e olhando pras próximas gerações, para o futuro do Brasil", disse Roma. O ministro, no entanto, não falou se o valor de R$ 400 se manteria após 2022.

Leia também:

PEC dos Precatórios

No momento, para que o Auxílio chegue a essa quantia será necessária a aprovação da PEC dos Precatórios no Senado. Caso contrário, provavelmente terá seu valor reduzido.

A PEC, que já foi aprovada em segundo turno na Câmara de Deputados, prevê a liberação de R$ 91,6 bilhões. Destes, cerca de R$ 50 bilhões seriam utilizados para financiar o Auxílio Brasil.

O restante do dinheiro será utilizado em outros fins. R$ 24 bilhões serão usados com despesas devido ao aumento do salário mínimo, R$ 6 bilhões serão destinados para a desoneração da folha de pagamentos de empresas, e R$ 4 bilhões devem ir para a criação do Auxílio Diesel, destinado a caminhoneiros.

O que são precatórios?

Precatórios são dívidas judiciais contraídas pela União. Por exemplo, uma empresa prestou um serviço para o governo, mas não recebeu o pagamento. Após entrar na Justiça e ter causa ganha, o valor dessa dívida é incluído na conta dos precatórios, que serão pagos no ano seguinte.