Mercado abrirá em 3 h 5 min
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,02
    +0,91 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.781,00
    +4,30 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    23.500,87
    -351,45 (-1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    558,75
    -14,07 (-2,46%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.513,92
    -1,83 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.505,25
    +12,00 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2473
    -0,0119 (-0,23%)
     

Auxílio Brasil: fila dobra em 2 meses chegando a 1,569 milhão de famílias

Auxílio Brasil: fila dobra em 2 meses chegando a 1,569 milhão de famílias
Auxílio Brasil: fila dobra em 2 meses chegando a 1,569 milhão de famílias
  • O Auxílio Brasil teve a adição de 803.930 cadastros em espera registrados entre maio e julho;

  • O aumento foi de 105% no período;

  • o Rio é a cidade que tem a maior fila com 83.620 famílias à espera do benefício

Com um total de 1.568.728 famílias, a fila de espera do programa Auxílio Brasil mais que dobrou em apenas dois meses. A adição de 803.930 cadastros em espera registrados entre maio e julho resultou em um aumento de 105% no período. Segundo dados oficiais, o Rio é a cidade que tem a maior fila.

O ranking das capitais em que há mais famílias à espera do benefício é formado por: Rio de Janeiro (83.620), São Paulo (46.954), Fortaleza (38.402), Belém (24.780), Manaus (21.452) e São Luis (14.108).

Entre os estados, o Rio de Janeiro também lidera com mais famílias à espera do Auxílio Brasil, um total de 251.304. São Paulo vem na sequência, com 201.444 famílias esperando. A Bahia tem 172.353 famílias na fila. Em Pernambuco, são 136.665 famílias esperando e no Pará, 105.140. Estes são o cinco estados com mais pessoas que já poderiam estar incluídas no Auxílio Brasil.

Por conta da restrição orçamentária, essas famílias não estavam na lista de pagamentos do programa, mesmo atendendo aos critérios para receber o benefício. De acordo com os dados obtidos pelo GLOBO através da Lei de Acesso à Informação (LAI), quase 91% delas são famílias extremamente pobres, ou seja, possuem renda mensal inferior a R$ 105 por pessoa.

Atualmente, o programa atende cerca de R$ 18,15 milhões de pessoas, com valor mínimo de R$ 400 por família. Confira abaixo o calendário de julho, como sacar e quem tem direito ao benefício.

Calendário de julho

Os cadastrados no programa devem observar o número final do NIS, presente no cartão do benefício, logo abaixo do nome da pessoa. Depois, basta conferir as datas correspondentes no calendário divulgado pelo governo.

  • NIS com final 1 - 18/7

  • NIS com final 2 - 19/7

  • NIS com final 3 - 20/7

  • NIS com final 4 - 21/7

  • NIS com final 5 - 22/7

  • NIS com final 6 - 25/7

  • NIS com final 7 - 26/7

  • NIS com final 8 - 27/7

  • NIS com final 9 - 28/7

  • NIS com final 0 - 29/7

Como se cadastrar para receber o benefício?

As famílias devem ficar atentas para inscrição e atualização no Cadastro Único (CadÚnico), sistema que avalia a renda e situação social de quem é de baixa renda.

É importante lembrar que estar incluído no Cadastro Único não quer dizer que o cidadão terá entrada automática nestes programas, mas é pré-requisito para que qualquer inscrição em programas sociais destinados a famílias de baixa renda seja avaliada.

Na fila? Veja quais são os critérios de aprovação

Após a inscrição, a prioridade é das famílias em condições de maior vulnerabilidade social, com integrantes em situação de trabalho infantil, libertos de situação próxima à de trabalho escravo; quilombolas; indígenas; catadores de materiais recicláveis; e outras categorias definidas pelo Ministério da Cidadania.

Em seguida, são selecionadas as famílias com menor renda: a prioridade na seleção é dada a partir das informações de renda mensal por pessoa e pela quantidade de crianças e jovens com idade de 0 a 17 anos na família.

De acordo com a portaria do Ministério da Cidadania, publicada no dia 19 de novembro, haverá ainda a identificação dos municípios com menor cobertura do Auxílio Brasil. Para a seleção, as famílias habilitadas, em cada município, serão ordenadas de acordo com os seguintes critérios, sucessivamente:

  • menor renda familiar mensal per capita;

  • maior quantidade de integrantes menores de 18 anos;

  • famílias que estejam habilitadas de forma ininterrupta há mais tempo.

Como verificar se foi selecionado e o valor a ser recebido?

Ao baixar o aplicativo, foi disponibilizado para consulta Play Store e na Apple Store, é possível checar o saldo e saber se o usuário está inscrito no programa.

Após Acessar, o usuário pode fazer um novo cadastro com o número de CPF e NIS. Caso já tenha login e senha de acesso no Caixa Tem ou Bolsa Família, é possível consultar saldo e informações para o novo programa.

Para verificar se vai receber e qual será o valor, o beneficiário deve ter em mãos o número do CPF ou do NIS (Número de Identificação Social). No caso do Caixa Tem, se a pessoa já tem cadastro, basta acessar o aplicativo com o número do CPF e senha.

Composição de Benefícios

  • Benefício Primeira Infância: para famílias com crianças de até 3 anos incompletos. O benefício é de R$ 130 por criança nessa faixa etária, limitado a cinco benefícios por família.

  • Benefício Composição Familiar: para famílias com gestantes, ou pessoas de 3 a 17 anos de idade, ou de 18 a 21 anos matriculados na educação básica. O valor do benefício é de R$ 65 por pessoa, também limitado a cinco benefícios por família.

  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: é pago se, mesmo após a soma dos demais benefícios do núcleo básico, a renda mensal per capita da família continuar abaixo da linha de extrema pobreza (R$ 100).

Algumas famílias que cumprirem determinadas condições poderão receber seis benefícios como acréscimo ao benefício básico:

  • Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes de 12 a 17 anos incompletos que se destaquem nos Jogos Escolares Brasileiros e sejam membros de famílias que recebam o Auxílio Brasil. O auxílio terá 12 parcelas mensais de R$ 100 para o estudante. A família receberá uma parcela única de R$ 1 mil.

  • Bolsa de Iniciação Científica Junior: pago a estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil. Os valores são os mesmos do Auxílio Esporte Escolar.

  • Auxílio Criança Cidadã: pago ao responsável por família com filho de até quatro anos incompletos que consiga fonte de renda, mas não encontre vaga em creches públicas ou privadas da rede conveniada. O valor é pago até a criança completar 48 meses de vida. Segundo o decreto que regulamenta o Auxílio Brasil, as famílias matriculadas em turno parcial recebem R$ 200, e as famílias com filhos em turno integral recebem R$ 300.

  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: é concedido às famílias beneficiárias do Programa Auxílio Brasil que possuam em sua composição agricultores familiares. Segundo o decreto, o benefício é pago em parcelas mensais de R$ 200. Não é permitido o pagamento de mais de um auxílio por pessoa e por família.

  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: beneficiários do Auxilio Brasil que comprovarem vínculo de emprego com carteira assinada recebem R$ 200 por mês. O recebimento é limitado a um auxílio por família ou por pessoa.

  • Benefício Compensatório de Transição: destinado a famílias que recebiam o Bolsa Família e tiveram prejuízo ao migrarem para o Auxílio Brasil. Esse benefício foi concedido durante a implementação do novo programa e será mantido até que o valor recebido pela família supere o do Bolsa Família ou até que a família deixe de se enquadrar nos critérios de elegibilidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos