Mercado fechará em 3 mins
  • BOVESPA

    111.651,62
    +2.869,47 (+2,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.372,66
    -708,67 (-1,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,26
    +1,02 (+1,32%)
     
  • OURO

    1.764,00
    +8,70 (+0,50%)
     
  • BTC-USD

    16.405,65
    +213,25 (+1,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    387,63
    -1,09 (-0,28%)
     
  • S&P500

    3.953,30
    -10,64 (-0,27%)
     
  • DOW JONES

    33.834,77
    -14,69 (-0,04%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    28.027,84
    -134,99 (-0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.507,25
    -109,00 (-0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4579
    -0,0913 (-1,65%)
     

Auxílio Brasil: 18% dos beneficiários já contrataram o crédito consignado

Auxílio Brasil: 18% dos beneficiários já contrataram o crédito consignado
Auxílio Brasil: 18% dos beneficiários já contrataram o crédito consignado
  • Outros 19% pretendem contratar o crédito consignado;

  • O número de pessoas que não pretende pedir o consignado caiu em relação a agosto;

  • O empréstimo consignado destinado aos beneficiários do programa pode custar até 87% a mais.

De acordo com um levantamento feito pelo Datafolha, 18% dos beneficiários do Auxílio Brasil declaram ter solicitado o crédito consignado. A linha de crédito é de interesse de outros 19%, que pretendem contratar o empréstimo. O instituto ouviu 4.580 pessoas em 252 municípios.

O estudo também apontou que o número de pessoas que não pretende pedir o consignado caiu em relação ao levantamento feito em agosto. Agora, 58% dos beneficiários do programa afirmaram não ter planos para contratar o empréstimo, enquanto há dois meses atrás, esse grupo chegava aos 67%.

Apesar do crescente nível de aceitação do consignado entre as famílias do Auxílio Brasil, Um cálculo feito pela Associação dos Executivos de Finanças (Anafec) comprovou que o empréstimo consignado destinado aos beneficiários do programa pode custar até 87% a mais em juros quando comparado a outras linhas de crédito voltadas para trabalhadores do setor público e privado ou de aposentados e pensionistas do INSS.

O que é o crédito consignado?

Liberado aos beneficiários do Auxílio Brasil no dia 10 de outubro, o crédito consignado é uma modalidade de empréstimo em que os pagamentos são deduzidos automaticamente da folha de pagamento do requerente, ao invés dele ter que realizá-los todo mês. No caso dos beneficiários do Auxílio Brasil, o custo das parcelas é debitado diretamente do valor do benefício.

Geralmente essa modalidade conta juros mais baixos, visto que há um risco de inadimplência bem menor. Em um levantamento do Banco Central, os bancos têm cobrado entre 1,52% e 4,94% ao mês, chegando a 78,35% ao ano. No caso de pensionistas e aposentados, os bancos não podem cobrar mais de 2,14% ao mês. Para os beneficiários do programa Auxílio Brasil, o Governo estipulou um limite de juros de até 3,5% ao mês, de acordo com a Portaria nº 816, de 26 de setembro de 2022.