Mercado fechará em 3 h 25 min
  • BOVESPA

    129.699,53
    -391,55 (-0,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.749,48
    -158,70 (-0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,29
    +0,17 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.861,70
    +5,30 (+0,29%)
     
  • BTC-USD

    39.053,38
    -1.002,41 (-2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    966,40
    -26,08 (-2,63%)
     
  • S&P500

    4.238,79
    -7,80 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.228,11
    -71,22 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,69 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.987,25
    -43,00 (-0,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0667
    -0,0512 (-0,84%)
     

Auxiliares de ambulantes receberão benefício de R$500 do programa Auxílio Carioca, da prefeitura

·2 minuto de leitura

RIO — Após reunião do secretário municipal da Fazenda, Pedro Paulo Carvalho, com vereadores da Câmara Municipal, ficou decidida a ampliação do benefício Auxílio Carioca para 3.515 auxiliares de ambulantes. O valor, que representa R$500 para cada beneficiado, será liberado na segunda-feira (17), e a prefeitura também estuda a instalação de um posto para atendimento presencial, apesar do processo ser possível de ser realizado remotamente. Ao todo, serão liberados R$1,757 milhões nesse recurso.

No final de março, o prefeito Eduardo Paes anunciou o programa Auxílio Carioca, uma espécie de auxílio emergencial para a cidade, que pretende alcançar pelo menos 900 mil pessoas. As famílias cadastradas no Cartão Carioca terão direito a R$240, além de R$108,50 por criança contemplada pelo Cartão Alimentação. Já os 13 mil ambulantes cadastrados foram beneficiados com um pagamento de R$500. Mas, ainda perdurava a demanda de recursos para os auxiliares de ambulantes, público agora incluído.

O vereador William Siri (PSOL), presidente da Comissão de Trabalho, cobrava a inclusão dessa categoria, porque são trabalhadores diretamente afetados e que inclusive já estavam cadastrados junto à prefeitura. Além da inclusão, ele citou outras duas demandas, que estão sendo avaliadas pela Secretaria da Fazenda.

— Alguns camelôs não estão conseguindo receber o pagamento por causa da exclusão digital. O secretário então prometeu a criação de um polo, para atendimento presencial, ou na própria prefeitura, ou nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Além disso, a secretaria ficou de avaliar a possibilidade de incluir ambulantes que estavam com a Taxa de Uso de Área Pública (Tuap) de 2018 em aberto. Quem não pagou 2019 já havia sido "anistiado", porque entrou dentro do período da pandemia — explicou o parlamentar.

Procurado, o secretário Pedro Paulo confirmou que está avaliando a inclusão dessa nova "anistia". Essa é a segunda extensão do Auxílio Carioca após negociação dos vereadores. Em abril, os vendedores que atuam nas praias tiveram direito a uma parcela extra do Auxílio Carioca, que também contemplou seus trabalhadores auxiliares. Participaram da reunião ainda os vereadores Alexandre Isquierdo (DEM), Luciano Vieira (Avante) e Tarcísio Motta (PSOL).