Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.003,86
    +951,08 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.897,79
    +629,34 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,14
    +0,23 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.796,60
    -2,60 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    37.318,80
    +2.030,44 (+5,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,01
    -10,48 (-1,14%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.114,25
    -3,50 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1089
    -0,0014 (-0,02%)
     

Auxílio emergencial deve ser prorrogado por três meses, diz Guedes

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou ao GLOBO que a renovação do auxílio emergencial deve chegar a três meses, embora essa decisão ainda precise ser confirmada pelo ministro da Cidadania, João Roma, e pelo presidente Jair Bolsonaro.

A ideia, explicou, é que o auxílio seja encerrado com toda população adulta vacinada. Esse cenário, de acordo com o Ministério da Saúde, poderia ser alcançado em outubro, disse Guedes.

Inicialmente, o auxílio estava previsto para durar quatro meses, até julho. O benefício atende 40 milhões de pessoas, Os valores — de R$ 175, R$ 250 e R$ 350 — não vão mudar.

Para prorrogar o auxílio, o governo deve editar um crédito extra de cerca de R$ 20 bilhões. Esse valor vai se somar a cerca de R$ 7 bilhões disponíveis dos R$ 44 bilhões já destinados ao programa. Cada parcela tem um custo de cerca de R$ 9 bilhões por mês.

Nos últimos dias, governadores e prefeitos têm antecipado os seus calendários de vacinação. De acordo com o consórcio de veículos de imprensa, mais de 54,6 milhões de pessoas tomaram a primeira dose de vacinas contra a Covid no Brasil, o que corresponde a 25,79% da população. Já a segunda dose foi aplicada em 23.659.355, o que dá 11,17% da população.

O governo também corre para lançar um novo Bolsa Família, com um valor médio superior aos atuais R$ 192 e atendendo mais de 14 milhões de famílias. A área política do governo não quer um vácuo entre o fim do pagamento do auxílio e o novo Bolsa Família, que deve ter o novo alterado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos