Mercado fechará em 5 h 36 min
  • BOVESPA

    106.773,94
    -1.677,27 (-1,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.922,35
    -519,86 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,18
    -0,97 (-1,18%)
     
  • OURO

    1.660,90
    -9,10 (-0,54%)
     
  • BTC-USD

    18.929,04
    -166,96 (-0,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    432,53
    -13,45 (-3,02%)
     
  • S&P500

    3.628,88
    -90,16 (-2,42%)
     
  • DOW JONES

    29.115,52
    -568,22 (-1,91%)
     
  • FTSE

    6.848,27
    -157,12 (-2,24%)
     
  • HANG SENG

    17.165,87
    -85,01 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.180,25
    -375,50 (-3,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2722
    +0,0396 (+0,76%)
     

Auxílio Brasil de R$ 600 começa hoje; veja calendário e como conferir aprovação

O governo brasileiro começa nesta terça-feira (9) os tão aguardados pagamentos da nova fase do Auxílio Brasil, com o valor de R$ 600 até dezembro. A previsão é de que um total de 20,2 milhões de beneficiários em condição de vulnerabilidade social receba a quantia neste mês. Vale lembrar que, anteriormente, o montante depositado mensalmente pelo programa era de R$ 400.

As famílias que possuem renda mensal entre R$ 105 e R$ 210 por pessoa estão classificadas atualmente na faixa de extrema pobreza. O Auxílio Brasil serve justamente para atender a essa camada da população. Vale ressaltar que as famílias que estão na linha da pobreza também podem receber, desde que entre seus membros estejam gestantes e pessoas com menos de 21 anos.

Há também outras formas de receber o benefício. Se a pessoa já era inscrita no programa Bolsa Família, ela receberá o Auxílio Brasil automaticamente. Caso esteja no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família, vai para a lista de reserva. Já se não está no CadÚnico, é preciso ir até um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para fazer o registro — mas isso não garante o recebimento, o governo precisa avaliar cada caso.

Quem recebe o Auxílio Brasil?

O Ministério da Cidadania anunciou no final de julho a antecipação do calendário anual. A parcela de R$ 600 será paga entre esta terça-feira (9) e 22 de agosto — antes, seria paga a partir de 18 de agosto.

Vale lembrar que essa mudança não afeta as outras datas preestabelecidas anteriormente para setembro, outubro, novembro e de dezembro Essas, pelo menos por enquanto, continuam para a segunda quinzena de cada mês, de acordo com o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) de cada beneficiário.

Confira abaixo o novo calendário, com as mudanças de agosto, de acordo com o dígito final do NIS:

Novas datas de agosto de pagamento do Auxílio Brasil (Imagem: Reprodução/Diário Oficial da União)
Novas datas de agosto de pagamento do Auxílio Brasil (Imagem: Reprodução/Diário Oficial da União)

Como conferir a aprovação no Auxílio Brasil?

Como visto acima há várias situações em que o pagamento do benefício pode ser feito, mas algumas podem demorar mais tempo em análise do governo. Para conferir a aprovação, é preciso consultar o app Auxílio Brasil GovBr, oficial do programa, nas versões para Android e para iOS; ou via aplicativo Caixa Tem, da Caxa aplicativo Caixa Econômica Federal, nas versões para Android e para iOS.

A consulta pode ser feita com o uso de CPF nos próprios apps, mas é também possível ligar para o 121, com as informações no Ministério da Cidadania; ou no número 111, da central de atendimento da Caixa.

Dicas de proteção contra o Golpe do Auxílio Brasil

Fique atento com golpes que utilizam o Auxílio Brasil como pretexto. Sempre desconfie de mensagens enviadas pelo WhatsApp que prometem facilidades a partir de links. Segundo os especialistas da PSafe, as recomendações para se proteger desse tipo de fraude são:

  • Duvide das informações compartilhadas na internet, principalmente quando se tratar de supostas promoções, brindes, descontos ou propostas boas demais para serem verdade, tanto em sites quanto em perfis de redes sociais;

  • Nunca informe dados sensíveis em links de procedência duvidosa;

  • Caso a mensagem venha acompanhada de um link, utilize o verificador de URLs do dfndr lab para saber se o site é legítimo ou não;

  • Quando se tratar de uma promoção ou oferta de lojas conhecidas, procure sempre confirmar a veracidade das informações nas páginas e sites oficiais das marcas;

  • Tenha uma solução de segurança instalada no dispositivo, de preferência que possa bloquear em tempo real links maliciosos em navegadores, WhatsApp, SMS e Messenger.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: