Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.600,21
    +1.472,46 (+2,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Autoridade dos EUA considera que vacinados podem ficar sem máscara ao ar livre

Lucie AUBOURG
·3 minuto de leitura
Foto de arquivo mostra uma mulher se exercitando em frente ao prédio da ONU em Nova York em 11 de março de 2021

A autoridade de saúde dos Estados Unidos declarou, nesta terça-feira (27), que as pessoas vacinadas contra a covid-19 que completaram o período de imunização podem ficar ao ar livre sem máscara, a menos que estejam em uma multidão, dando um sinal de um retorno progressivo à normalidade.

A recomendação dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) estipula ainda que as pessoas vacinadas podem comer, caminhar ou participar de pequenas reuniões sociais ao ar livre sem usar máscara.

"Além disso, continuamos a recomendar o uso de máscara em atividades e em lugares muito frequentados, como estádios lotados ou shows", disse a diretora do CDC, Rochelle Walensky.

A especialista justificou a decisão, pois nessas situações pode haver pessoas que não sejam vacinadas e que apresentem alguma comorbidade que as tornam suscetíveis a desenvolver complicações, caso se infectem com esse vírus respiratório.

A agência enfatizou que esse relaxamento das diretrizes só se aplica a pessoas que receberam as duas doses das vacinas que requerem reforço ou um dos compostos de uma inoculação e que adquiriram imunidade após duas semanas.

“Se você estiver totalmente vacinado, poderá começar a fazer muitas coisas que parou por causa da pandemia”, resumiu a agência.

- 95,8 milhões de vacinados -

Nos Estados Unidos - onde mais de 569.000 pessoas morreram devido à pandemia - pelo menos 95,8 milhões de pessoas receberam as duas doses necessárias das vacinas Pfizer/BioNtech e Moderna ou a inoculação de dose única Johnson&Johnson, o que corresponde a 30% da população.

O presidente Joe Biden resumiu a situação dizendo que a conclusão é "clara".

“Se você for vacinado, poderá fazer mais coisas, de maneira mais segura, tanto ao ar livre quanto em espaços fechados”, disse ele em um discurso no qual comemorou o progresso “impressionante” do país na batalha contra a covid-19.

Ainda assim, o entusiasmo inicial para a vacinação diminuiu, mas os casos de covid-19 estão em declínio.

Biden destacou o relaxamento das recomendações em um convite à vacinação.

“Para os que ainda não foram vacinados, principalmente os jovens ou que acham que não precisam, esse é mais um motivo para se vacinar. Agora”, disse.

O CDC começou a recomendar que todos os americanos - incluindo a população saudável - usassem máscaras no início de abril de 2020.

No entanto, as regras variam em cada estado. Nesse sentido, espera-se que cada administração local adapte seus regulamentos com base nas novas recomendações.

Nesta terça-feira, o governador de Massachusetts anunciou que retirou a obrigação de usar máscara no exterior quando é possível manter distância.

- Um tema politizado -

Nos Estados Unidos, usar máscara é uma questão altamente politizada, já que os conservadores - motivados pelo ex-presidente republicano Donald Trump - consideram isso um ataque à liberdade individual.

Do outro lado, os progressistas veem isso como uma forma de mostrar solidariedade em tempos de crise e uma forma de mostrar que levam a pandemia a sério.

Por esse motivo, estar em um espaço fechado é mais arriscado se não houver ventilação adequada.

Em locais abertos, o ar circula e o risco de uma pessoa respirar uma concentração de vírus é menor, por exemplo, ao passar por alguém infectado.

Existem vários estudos que apoiam esta tese e mostram que a grande maioria das infecções ocorre quando uma pessoa está em contato com outra infectada em um espaço fechado.

la-an/lda/ap/mvv