Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.708,39
    +1.498,31 (+3,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Audi Grandsphere Concept: conheça o sedã que quer redefinir o conceito de carro

·4 minuto de leitura

O IAA 2021, antigo Salão de Frankfurt, que será realizado em Munique pela primeira vez, terá o Audi Grandsphere Concept como uma de suas grandes atrações. O sedã autônomo é o segundo carro-conceito da linha "Sphere" e apresentará ao mundo o que a marca tem planejado para o seu futuro.

Produzido com nível 4 de direção autônoma, que dispensa a presença de um condutor, o Audi Grandsphere Concept não tem volante, pedais ou displays. Tudo para dar ao usuário uma nova dimensão de liberdade, segundo a marca. "O banco da frente se torna um lounge de primeira classe com máximo espaço, vistas mais livres e acesso a todas as funções de um ecossistema digital holístico ao qual o Audi Grandsphere está integrado", pontuou a Audi, em comunicado enviado ao Canaltech.

Um dos diferenciais do Audi grandsphere concept é justamente a transformação do espaço interno em uma espécie de cockpit. Isso é feito por meio da retração do volante e dos pedais, que se tornam "invisíveis" para os ocupantes do carro.

"O Audi Grandsphere Concept não apenas libera o condutor das tarefas de dirigir sempre que possível, mas ao mesmo tempo oferece a todos a bordo uma ampla gama de opções para usar essa liberdade para experiências individuais variáveis: comunicação e relaxamento, trabalho ou retirada para uma esfera privada, conforme desejado", explicou a marca.

A ideia da marca, que está trabalhando com a CARIAD, empresa de desenvolvimento de software do Grupo Volkswagen, é introduzir as novas tecnologias apresentadas na família “Sphere” em toda sua gama de veículos na segunda metade da década. Além do Grandsphere, novidade apresentada nesta quinta (2), a marca já anunciou o Skysphere, em agosto, e prepara o Urbansphere para chegar em 2022.

“Redefinindo” o conceito do carro

Imagem: Divulgação/Audi
Imagem: Divulgação/Audi

A Audi tem pretensões ambiciosas com o lançamento do Grandsphere e dos demais carros-conceitos da família. A ideia, nada modesta da marca alemã, é “reinventar e redefinir o interior como o centro do veículo”, e “criar um propósito que vai além do mero fato de passar tempo no carro para ir de um ponto A a um ponto B”.

“O sistema de direção e o manuseio não estão mais no topo das especificações de design nessa nova geração de carros. Ao invés disso, o ponto de partida é a vivência dos ocupantes e a esfera de experiência enquanto viajam. As necessidades e desejos moldam o espaço, a arquitetura e as funções”, explicou a fabricante.

Ainda no quesito conforto, o Grandsphere apresenta alguns recursos que, à primeira vista, podem parecer supérfluos, mas certamente agradarão ao nicho para o qual o sedã foi desenhado. Isso inclui saída de ar filtrado, e até perfumado, se o usuário desejar, com temperatura controlada, cooler interno para duas taças e uma garrafa, temperatura dos bancos e telas CinemaScope, que podem até ser usadas para videoconferências.

Design exterior, motorização e mais

Imagem: Divulgação/Audi
Imagem: Divulgação/Audi

Se por dentro o Audi Grandsphere promete ser um luxo só, o sedã-conceito da marca alemã também quer impressionar no visual externo e no motor. A máquina tem 5,35m de comprimento, 2m de largura e 1,39m de altura, com distância entre eixos de 3,19m e rodas de 23 polegadas. O visual não lembra nem de longe o de um sedã tradicional e se assemelha mais a um esportivo, como o Avus, conceito da marca nos anos 1990.

A plataforma tecnológica do Audi Grandsphere Concept é a PPE (Premium Platform Electric), dedicada exclusivamente para sistemas de direção elétrica. O sedã é alimentado por uma bateria de 120 kWh, perfeita para aguentar uma motorização que pode fazer frente a muitos carros badalados por quem curte velocidade.

Imagem: Divulgação/Audi
Imagem: Divulgação/Audi

Os dois motores elétricos do Audi Grandsphere Concept são capazes de fornecer uma potência total de 530 kW e um torque de 97,89kgf/m. Essa motorização é equivalente à encontrada em uma Ferrari F8, por exemplo, já que os 530 kW representam 720 cavalos de potência. De acordo com a fabricante, o conjunto potência + torque faz a aceleração do Grandsphere ir de 0 aos 100 km/h em pouco mais de 4 segundos.

O carregamento do sedã elétrico é de 800 volts, o mesmo encontrado no Audi e-tron GT. Por isso, a bateria pode ser carregada com até 270 kW em um tempo muito curto em estações de carregamento rápido. Segundo a marca, após apenas dez minutos de carga o sedã está pronto para rodar 300 quilômetros. Em menos de 25 minutos, você pode carregar a bateria de 120 kWh de 5% a 80%.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos