Mercado fechará em 21 mins
  • BOVESPA

    124.768,30
    -1.378,36 (-1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.205,71
    -34,80 (-0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,02
    +0,11 (+0,15%)
     
  • OURO

    1.802,60
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    32.236,63
    -85,64 (-0,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    779,06
    -14,67 (-1,85%)
     
  • S&P500

    4.414,72
    +47,24 (+1,08%)
     
  • DOW JONES

    35.073,83
    +250,48 (+0,72%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.092,75
    +164,25 (+1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1359
    +0,0157 (+0,26%)
     

Audi crê que elétricos serão tão lucrativos quanto veículos comuns em até 3 anos

·2 minuto de leitura
Audi crê que elétricos serão tão lucrativos quanto veículos comuns em até 3 anos
Audi crê que elétricos serão tão lucrativos quanto veículos comuns em até 3 anos

O CEO da Audi, Markus Duesmann, disse que vê os EVs se tornando tão lucrativos quanto os carros comuns nos próximos dois ou três anos. Em junho, a marca premium anunciou uma aceleração de seus planos de eletrificação e afirmou que irá, a partir de 2026, lançar apenar veículos elétricos.

A declaração foi dada em entrevista para a revista de notícias alemã Der Spiegel, na qual o executivo também reiterou o compromisso de produzir o último motor de combustão interna da empresa automobilística em 2033 – se as pessoas ainda o estiverem comprando -, além da eletrificação total da frota em cinco anos.

Audi RS e-tron GT. Imagem: Divulgação
Audi RS e-tron GT, elétrico da marca que é sucesso de vendas no Brasil. Imagem: Divulgação

Para que o plano saia do papel e se torne realidade, a Audi precisa que seus veículos elétricos sejam, de fato, tão lucrativos quanto os automóveis comuns. A afirmação de que espera lucros com os EVs somente em três anos implica que a linha elétrica atual de Duesmann ainda não traz tanto retorno positivo de investimento quanto as contrapartes movidas a gás.

Ao longo desta transição, a Audi não espera desacelerar as entregas de veículos, pelo contrário: segundo o CEO, a marca espera atualmente entregar cerca de 2 milhões de veículos somente em 2021 e aumentar o número para 3 milhões de veículos anuais até 2030.

Leia mais:

Para a eletrificação ser feita no prazo estipulado, o grupo planeja investir €$ 46 bilhões (R$ 272 bilhões) ao longo dos próximos cinco anos. A decisão ocorre como parte de “um realinhamento estratégico” do cronograma anterior que foi antecipado, segundo Duesmann. Ele ainda garante que, em 2050, a Audi deve ser neutra em carbono em todas os processos.

Fonte: Electrek

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos