Mercado abrirá em 6 h 40 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,44
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.791,10
    +5,90 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    57.144,09
    -85,62 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.441,72
    +12,79 (+0,90%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.109,95
    +65,92 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.578,34
    -273,90 (-1,15%)
     
  • NIKKEI

    28.413,51
    +129,59 (+0,46%)
     
  • NASDAQ

    16.391,25
    +0,50 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3371
    +0,0079 (+0,12%)
     

Audi A3 chega ao Brasil "capado" devido à crise de semicondutores

·2 min de leitura

A crise global de semicondutores que tanto prejuízo tem dado às montadoras de veículos, realmente não poupa ninguém. Depois de a BMW ter sido obrigada a entregar vários modelos aos consumidores brasileiros “desfalcados” de configurações que costumavam ser de série, agora chegou a vez da Audi. E os amantes do tradicional A3 é que irão sofrer.

A linha foi apresentada pela Audi do Brasil sem os assistentes de condução na lista de acessórios. Segundo a marca, toda a linha sempre ofereceu tanto esse item quanto o pacote completo de segurança (ainda presente no A3), mas a crise global dos semicondutores fez com que os carros chegassem ao país sem esses equipamentos.

Imagem: Divulgação/Audi
Imagem: Divulgação/Audi

Em contato com o pessoal do Motor1, a empresa afirmou que os assistentes de condução serão disponibilizados novamente no futuro, mas não especificou em quanto tempo o problema será corrigido, já que isso depende da normalização do fornecimento de peças na matriz, que fica na Alemanha.

Além dos assistentes de condução, é possível que algumas unidades que já desembarcaram no Brasil também apresentem outros itens em falta. A lista do A3 1.4 mostra que o carro, seja ele na versão Sportback ou Sedã, oferece o Audi Phone Box, carregador por indução de smartphones, ou o sistema de som Audi Sound System com 10 alto-falantes, mas nunca os dois combinados.

A3 evolui, mesmo desfalcado

Apesar de começar a ser entregue com menos equipamentos de série do que de costume, o novo Audi A3 chegará ao Brasil evoluído em relação à geração anterior. As versões, importadas de Ingolstadt, na Alemanha, foram construídas em cima da plataforma MQB Evo, mais atualizada que a MQB, utilizada por todos os carros de motor transversal da Volkswagen.

Por falar em motor, as opções 1.4 turbo e 2.0 turbo mantiveram as configurações. O primeiro oferece 150 cv e 25,5 kgfm de torque, e o segundo promete entregar 190 cv e 35,5 kgfm de torque. No caso do 1.4, o câmbio é o Tiptronic de 8 marchas, enquanto o 2.0 vem com o S-Tronic de dupla embreagem e 7 marchas.

Imagem: Divulgação/Audi
Imagem: Divulgação/Audi

Em termos de design, dá para notar que o estilo ficou mais agressivo, com faróis full-LED Matrix, vincos mais acentuados e estilo similar ao da linha RS. Por dentro, a empresa alemã compensou a crise dos chips mantendo o acabamento de primeira linha, suave ao toque e com estilo próprio.

Imagem: Divulgação/Audi
Imagem: Divulgação/Audi

Quem quiser comprar o Audi A3, os preços são os seguintes: R$ 229.990 para a versão 1.4 S Line Limited e R$ 264.990 para a linha 2.0 Performance Black. Os valores independem da variante escolhida pelo cliente e valem tanto para o hatch quanto para o A3 sedã.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos