Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.717,94
    -517,82 (-0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.460,55
    +652,34 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    94,00
    -0,34 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.803,70
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    23.950,46
    +91,48 (+0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    573,13
    -1,61 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.328,25
    +17,00 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3251
    +0,0787 (+1,50%)
     

Atum gigante é leiloado por R$ 828 mil no Japão

·2 min de leitura

 

Atum gigante
Após ser cortado, o peixe será servido em todos os 12 restaurantes do Onodera Group espalhados pelo mundo

(REUTERS/Issei Kato)

  • Atum rabilho gigante é leiloado por R$ 828 mil no Japão

  • Peixe pesa 211 quilos

  • Apesar da alta quantia, este é o terceiro ano consecutivo em que a peça recebe valores mais baixos

Um atum rabilho gigante foi leiloado por 16,9 milhões de ienes – correspondentes a R$ 828 mil – no Japão nesta quarta-feira (5). Esta foi a primeira venda do ano no mercado de peixes em Tóquio.

O peixe pesa 211 quilos e foi pescado em Oma, na região norte do país. O valor, por quilo, é de 80 mil ienes (R$ 3,9 mil), conforme um funcionário do mercado informou à Bloomberg.

Leia também:

Quem levará o gigante para casa é o atacadista japonês Yamayuki, que se associou ao Onodera Group, operador de cadeira de sushi com estrela Michelin. Após ser cortado, o peixe será servido em todos os 12 restaurantes do Onodera espalhados pelo mundo, incluindo Nova York (EUA) e Xangai (China).

Leilão não foi dos melhores

Apesar do valor exorbitante pago no atum, este é o terceiro ano consecutivo em que o peixe é leiloado por quantias mais baixas. O recorde é de 2019, quando a peça recebeu impressionantes 333,6 milhões de ienes (R$ 16,3 milhões) da rede de sushi Kiyomura Corp.

Um ano atrás, o valor caiu significativamente devido à disseminação de infecções por coronavírus, que fez com que as pessoas parassem de comer em restaurantes. Na época, o atum rabilho recebeu 20,84 milhões de ienes (R$ 1 milhão) e mesmo assim superou a quantia paga neste ano.

Nos anos “de ouro” anteriores, os preços subiram devido ao acirramento da competição e à quantidade de restaurantes interessados em adquirir o peixe.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos