Mercado abrirá em 3 h 52 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,51
    +3,36 (+4,93%)
     
  • OURO

    1.796,60
    +8,50 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    57.563,66
    +3.025,12 (+5,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.441,10
    -14,31 (-0,98%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    23.887,18
    -193,34 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.209,00
    +158,00 (+0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2887
    -0,0598 (-0,94%)
     

Atualização da blockchain do Bitcoin melhora segurança e privacidade da rede

·2 min de leitura

Novidades no Bitcoin. O Taproot, atualização da rede responsável pelo blockchain da criptomoeda focada em melhorias na segurança e privacidade dos usuários, foi ativado neste domingo (14).

O Taproot é a primeira atualização grande do Bitcoin desde o Segregated Winess, de 2017. A melhoria introduz assinaturas Schnorr, que permite que transações mais complexas, como as iniciadas por carteiras digitais com múltiplas assinaturas, sejam registradas como operações comuns, melhorando a segurança e privacidade.

Mesmo que ainda seja possível encontrar as operações, eles estarão identificados como transações simples, sem identificadores de sua complexidade. "Você estará escondendo sua identidade um pouco melhor, e isso é bom", afirma o engenheiro de mineração de Bitcoin, Brandon Arvanaghi, para o site CNBC.

As assinaturas Schnorr também mudarão o cenário de contratos inteligentes, os termos de auto-execução que fazem parte das blockchains. Para o engenheiro, essa atualização permite que, no futuro, contratos como aluguéis de imóveis ou registro de veículos sejam criados e executados pela própria rede, com pagamentos via criptomoedas.

Bitcoin em alta

A nova atualização do Bitcoin tem tudo para incentivar novos investidores a entrarem no mercado, já que a melhoria de segurança se junta à alta que o mercado de criptomoedas está tendo nas últimas semanas.

Em 8 de novembro, o Bitcoin (BTC), durante o período, estava valendo US$ 66,6 mil (R_jobs(data.conteudo)nbsp;363,3 mil), se aproximava do valor máximo histórico, enquanto o Ethereum (ETH), conforme noticiado pelo Canaltech, chegava a US$ 4,7 mil. Tanto o bitcoin como o Ethereum representam mais de 40% e 20% do mercado, respectivamente.

<em>O pico do Bitcoin em 9 de novembro. (Imagem: Captura de Tela/Dácio Augusto/Canaltech)</em>
O pico do Bitcoin em 9 de novembro. (Imagem: Captura de Tela/Dácio Augusto/Canaltech)

Em 9 de novembro, conforme também noticiado pelo Canaltech, o Bitcoin quebrou novo recorde, alcançando a marca dos US$ 68 mil (R$ 371,1 mil). Embora, no fechamento desta matéria, ele já tenha voltado para a casa dos US$ 66,6 mil, a moeda por um breve período conseguiu quebrar o recorde anterior, que era de US$ 67,7 mil (R$ 369,4 mil).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos