Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.216,82
    -322,98 (-0,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.387,18
    +704,99 (+1,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,26
    +1,51 (+2,53%)
     
  • OURO

    1.713,40
    -20,20 (-1,17%)
     
  • BTC-USD

    50.666,79
    +3.184,32 (+6,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.013,08
    +24,99 (+2,53%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,43 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.674,50
    -380,75 (-2,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7765
    -0,0856 (-1,25%)
     

Atriz de "O Iluminado" diz que foi traumatizada por Stanley Kubrick

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
Shelley Duvall em cena de "O Iluminado" (reprodução)
Shelley Duvall em cena de "O Iluminado" (reprodução)

Shelley Duvall, atriz que interpretou Wendy Torrance no clássico "O Iluminado" (1980), revelou em entrevista ao Hollywood Reporter que ficou traumatizada com o mundo do cinema após trabalhar com o icônico cineasta Stanley Kubrick.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Ele não ficava satisfeito com nada até pelo menos o 35º take. Trinta e cinco takes, correndo e chorando e carregando um garotinho, é pesado. E ele queria todos atuando com tudo desde o primeiro ensaio. Difícil”, disse ela.

Leia também:

Para atender ao diretor, Duvall precisava recorrer a traumas familiares e músicas tristes para conseguir chegar no nível de tristeza da sua personagem - algo que foi se tornando cada vez mais pesado durante as gravações.

“Você pensa em algo muito triste da sua vida ou da saudade que sente de familiares e de amigos. Depois de um tempo o seu corpo se rebela. Ele diz: ‘pare de fazer isso comigo, não quero chorar todos os dias’", lembrou Duvall.

"E às vezes apenas esse pensamento já me fazia chorar. Eu acordava segunda de manhã cedo e lembrava que precisava chorar porque estava na agenda e aí eu começava a chorar, ‘não, eu não quero isso’”, complementou.

Perguntada se Kubrick tinha um comportamento abusivo, ela assentiu. “Ele tinha esse perfil. Ele definitivamente tinha isso nele. Mas acho que principalmente porque as pessoas agiram assim com ele no passado”, minimizou.

Ainda assim, a atriz não guarda rancor do diretor. “Nenhum. Ele era muito caloroso. Ele passou muito tempo comigo e com o Jack. Ele gostava de sentar comigo e conversar por várias horas enquanto a equipe aguardava", finalizou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube