Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,34
    -0,12 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.760,60
    -6,20 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    63.146,26
    -15,30 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.399,54
    +18,59 (+1,35%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.819,67
    +26,53 (+0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.674,57
    +31,88 (+0,11%)
     
  • NASDAQ

    13.964,00
    -50,00 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7092
    -0,0119 (-0,18%)
     

Atrasada, colheita de soja do RS vai a 5%; Emater alerta para déficit hídrico

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A colheita de soja 2020/21 do Rio Grande do Sul atingiu nesta quinta-feira 5% da área plantada, avanço de 4 pontos percentuais em relação à semana anterior, mantendo amplo atraso após uma seca atrapalhar os trabalhos de plantio no Estado, indicou a Emater-RS.

Segundo os números da entidade ligada ao governo gaúcho, no mesmo momento da safra anterior a colheita atingia 25% da área, enquanto a média histórica para o período é de 16%.

A Emater-RS destacou em informativo conjuntural semanal que o clima será um fator decisivo na atual fase da cultura. Ao longo da última semana, disse o órgão, o Rio Grande do Sul verificou "chuvas irregulares".

"A diminuição rápida da umidade do solo e a grande necessidade de aporte de água pelas plantas provocaram sintomas de déficit hídrico, principalmente no final da tarde, em diversas regiões nas culturas anuais de verão", afirmaram os técnicos da Emater-RS.

A maior parte das lavouras de soja do Estado está em enchimento de grãos --59%, ante 66% na semana passada e 43% na média histórica para o período. Além disso, 24% das áreas figuram em maturação, contra 19% na semana passada e 36% na média de cinco anos.

Já em relação ao milho, a Emater-RS apontou que 64% da área já foi colhida, avanço de 4 pontos na comparação semanal. Os trabalhos se mantêm adiantados tanto frente à safra anterior (60%) quanto em relação à média histórica (54%).

Apesar disso, o órgão chamou atenção para problemas ligados ao clima. "A ausência de chuvas intensificou o estresse hídrico da cultura em algumas regiões", disseram os técnicos.

Para a semana de 18 a 24 de março, porém, a previsão meteorológica indica dias de umidade e chuva no Rio de Grande do Sul, completou a entidade.

(Por Gabriel Araujo)