Mercado abrirá em 5 h 54 min
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,62
    +0,16 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.763,20
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    61.414,88
    -1.936,23 (-3,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.360,63
    -20,32 (-1,47%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    28.955,66
    +162,52 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    13.978,25
    -35,75 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7152
    -0,0059 (-0,09%)
     

Atrasada, colheita de soja do Brasil chega a 67% das áreas de 2020/21, diz Safras

·1 minuto de leitura
Colheita de soja em Primavera do Leste (MT)

SÃO PAULO (Reuters) - A colheita de soja 2020/21 do Brasil, maior produtor e exportador global da commodity, chegou a 66,9% das áreas, estimou a consultoria Safras & Mercado nesta sexta-feira, permanecendo um atraso em relação aos trabalhos de anos anteriores.

Uma semana antes, a colheita estava em 59,5% das lavouras.

"Os trabalhos estão atrasados em relação ao ano passado, quando 74,4% da safra já estava colhida, e também atrás da média normal para o período, que é de 69,6%", afirmou a consultoria em nota.

Mais cedo, a Safras elevou sua estimativa para a produção da oleaginosa nesta temporada em cerca de 1 milhão de toneladas, em meio a condições climáticas favoráveis em importantes áreas produtoras, como o Rio Grande do Sul.

Com isso, a consultoria passou a ver a colheita brasileira de soja em 2020/21 em um recorde de 134,09 milhões de toneladas, alta de 5,4% sobre a temporada anterior.

(Por Nayara Figueiredo)