Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,44
    -0,22 (-0,30%)
     
  • OURO

    1.785,00
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    31.586,67
    -3.881,17 (-10,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    757,38
    -92,96 (-10,93%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.660,95
    +650,02 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    14.150,25
    +20,25 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9778
    +0,0025 (+0,04%)
     

Atrás nas pesquisas, Trump propõe que eleições sejam adiadas

·2 minuto de leitura
"Não há contagem precisa!", escreveu Trump (Foto: Agência Brasil)
"Não há contagem precisa!", escreveu Trump (Foto: Agência Brasil)

O presidente Donald Trump propôs, nesta quinta-feira (30), que as eleições dos Estados Unidos deste ano sejam adiadas. O anúncio acontece após resultados de pesquisas mostrarem que a taxa de aprovação do presidente dos Estados Unidos vem caindo desde o início da pandemia.

“Com a votação universal por correio, 2020 será a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história. Será um grande embaraço para os EUA. Adie a eleição até que as pessoas possam votar de maneira adequada, segura e protegida ???”, escreveu Trump em uma rede social.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O presidente americano se referia a tentativa de parte dos Estados americanos de facilitar as regras para votação por correio, devido à crise do novo coronavírus no país, que registra o maior número de casos da doença e mortes em todo o mundo.

Leia também

Uma pesquisa encomendada pelo jornal The Washington Post e a rede de TV ABC, divulgada neste mês, mostra que apenas 38% dos americanos aprovam a resposta do presidente à crise do coronavírus. Em maio, eram 46%. Em março, mais da metade aprovava.

“A votação por correspondência já está se mostrando um desastre catastrófico. Os democratas falam de influência estrangeira na votação, mas sabem que a votação por correio é uma maneira fácil de os países estrangeiros participarem da corrida. Não há contagem precisa!”, afirmou Trump.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Segundo ele, a votação por correio dá margens para fraudes eleitorais. No entanto, não há indícios de que isso possa acontecer.

O adiamento vem sendo cogitado desde março, quando a pandemia de coronavírus começou a atingir o país com força.

Nem a epidemia de gripe espanhola de 1918, nem a guerra civil, nos anos 1860, levaram a uma mudança na data. Seria a primeira vez que isso aconteceria na história dos Estados Unidos.

Até a publicação dessa matéria, os Estados Unidos registravam mais de 4,5 milhões de casos da Covid-19 e mais de 150 mil mortes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos