Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    51.048,13
    +3.357,97 (+7,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,51 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Atores que arriscaram a saúde por papéis importantes no cinema

Rafael Monteiro
·3 minuto de leitura
George Clooney, Nicole Kidman e Shelley Duvall: esforço físico e mental extremo por personagens (reprodução)
George Clooney, Nicole Kidman e Shelley Duvall: esforço físico e mental extremo por personagens (reprodução)

Como lembram exemplos clássicos, o esforço de mudar o corpo por causa de um personagem costuma ser louvado em Hollywood. O problema é que se submeter a situações extremas por causa de um filme pode fazer muito mal à saúde dos atores.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Pensando no perigo que envolve se sacrificar por causa do trabalho, relembramos abaixo os casos de atores que sofreram com doenças ou até mesmo quase morreram por causa das filmagens. Confira abaixo:

Leia também:

George Clooney em "O Céu da Meia-noite" (2020)

O primeiro exemplo é bastante recente. George Clooney precisou ser internado após perder 12 kg para viver o cientista Augustine em "O Céu da Meia-Noite", estreia recente no catálogo da Netflix. "Acho que estava me esforçando demais para perder peso rapidamente e provavelmente não estava cuidando de mim mesmo", disse ele em entrevista. Com fortes dores no estômago, o astro foi diagnosticado com pancreatite.

Gary Oldman em "O Futuro de uma Nação" (2018)

Malditos charutos. Tentando reproduzir fielmente o estilo de vida de Winston Churchill, o ator foi internado em 2017 por envenenamento por nicotina. "Você traga um charuto que já havia sido quase todo fumado e você o acende, e após algumas repetições, o charuto se apaga, e os assistentes de produção me davam um novo charuto — fizemos de 10 a 12 repetições por cena", contou o ator ao Hollywood Reporter. Depois de fumar cerca de 400 charutos durante o período de filmagens, a saúde do astro cobrou a conta.

Nicole Kidman em "Moulin Rouge: Amor em Vermelho" (2001)

Eis a importância de um bom figurinista: o espartilho usado pela atriz no filme era tão apertado que ela teve as costelas fraturadas duas vezes durante as filmagens. Mesmo podendo ter sido evitado, o esforço para viver Satine no filme de Baz Luhrmann rendeu a Kidman um Globo de Ouro e uma indicação ao Oscar.

Sylvester Stallone em "Rocky IV" (1985)

Acha as cenas de luta de Rocky IV (1985) realistas? Pois, de fato, elas deixaram marcas em Sylvester Stallone. Em uma das gravações, o intérprete de Rocky Balboa pediu a Dolph Lundgren, intéprete de Ivan Drago, que o acertasse com toda a força na região do tórax - uma péssima ideia. “Ele me socou com tanta força que quase parou o meu coração. Eu falei com ele, ‘Por que não fazemos pra valer? Tente me nocautear, me atinja com toda a força que conseguir’ e isso foi algo realmente estúpido para ser dito”, brincou Stallone durante o Festival de Cannes em 2019. “No instante seguinte eu estou em um avião sendo levado para uma sala de emergência. Fiquei na UTI por quatro dias, cercado por várias freiras”.

Shelley Duvall em "O Iluminado" (1980)

"O Iluminado" também foi um filme perturbador para os seus atores envolvidos. Ao interpretar Wendy, Shelley Duvall sofreu com as fortes broncas do diretor Stanley Kubrick e sofreu por meses com crise de ansiedade após as gravações. “É por causa de 'O Iluminado' que a maioria das pessoas me conhece, certo? E olha, não vou entrar em muitos detalhes agora, mas foi um inferno fazer parte daquele filme”, disse ela anos depois, segundo o Mirror. "Tudo o que posso dizer é que se ele não tivesse dirigido o filme com tanta força e crueldade eu não teria ficado no estado (mental) que fiquei", continuou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube