Mercado fechará em 3 h 48 min
  • BOVESPA

    113.711,27
    +2.527,32 (+2,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.523,89
    +146,42 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,29
    +3,01 (+4,91%)
     
  • OURO

    1.718,00
    +2,20 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    49.520,76
    -1.424,57 (-2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    994,39
    +7,18 (+0,73%)
     
  • S&P500

    3.820,33
    +0,61 (+0,02%)
     
  • DOW JONES

    31.287,98
    +17,89 (+0,06%)
     
  • FTSE

    6.646,75
    -28,72 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.761,50
    +79,75 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6980
    -0,0807 (-1,19%)
     

Ato de vandalismo faz cidade do ES perder todas as doses de vacina contra COVID

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

A prefeitura da cidade de Rio Bananal, localizada na região Norte do Espírito Santo, acaba de anunciar que perdeu todas as suas doses da vacina contra a COVID-19. Na madrugada desta quinta-feira (18), vândalos desligaram o relógio de energia elétrica da sede de vacinação, fazendo com que 133 doses do imunizante estragassem.

As doses perdidas seriam aplicadas em profissionais de saúde da cidade, que conta com cerca de 19 mil habitantes, na segunda etapa de vacinação. Rio Bananal, desde o dia 19 de janeiro, recebeu o total de 479 doses da vacina da COVID-19. O vandalismo foi percebido por uma funcionária da sede por volta das 5h30, que informou à coordenadora de imunização do município, Márcia Venturim, que todo o prédio estava sem energia elétrica e que a geladeira que guardava as doses estava apitando.

<em>Imagem: Divulgação/Prefeitura de Rio Bananal</em>
Imagem: Divulgação/Prefeitura de Rio Bananal

Ao chegar no local, Venturim já viu os produtos estragados. Além das doses da vacina contra o coronavírus, foram perdidos também imunizantes contra outras doenças, além de medicamentos caros e todos os testes de sangue para a detecção da COVID-19 que ainda seriam enviados para o Lacen (Laboratório Central). Segundo a Secretaria do Estado de Saúde (Sesa), a orientação para a preservação das vacinas é mantê-las em temperaturas entre 2 °C a 8 °C. A geladeira ficou em 23 °C.

O governo do estado do Espírito Santo já está ciente do acontecido, e a investigação será feita pela Polícia Civil através de um boletim de ocorrência. Rio Bananal ainda vai precisar informar o ocorrido ao Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: