Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,41
    -0,05 (-0,08%)
     
  • OURO

    1.764,40
    -2,40 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    63.357,01
    +609,75 (+0,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.397,85
    +16,90 (+1,22%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.793,14
    -107,69 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    29.642,69
    +21,70 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    14.005,50
    -8,50 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7182
    -0,0547 (-0,81%)
     

Ato de fumar pode desaparecer em uma geração, dizem analistas

Lisa Pham
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Em 10 a 20 anos pode não haver mais fumantes em muitos mercados, de acordo com analistas da Jefferies. Os governos e as empresas de tabaco estão do mesmo lado nessa mudança, à medida que mais países adotam metas antitabagismo e as empresas empurram os fumantes para produtos de risco reduzido, como cigarro eletrônico e nicotina oral.

“Com as ambições dos reguladores e das empresas de tabaco cada vez mais alinhadas, em muitos países, o desaparecimento de fumantes dentro de uma geração pode se tornar uma realidade”, escreveu o analista Owen Bennett em nota nesta sexta-feira. “Se o fim do fumo estiver para acontecer, isso só será alcançado com o apoio de produtos de risco reduzido.”

A visão de que os cigarros podem se tornar obsoletos também é defendida pelo Citigroup, que espera que o fumo desapareça até 2050 dos Estados Unidos, partes da Europa, Austrália e de grandes partes da América Latina se a tendência de declínio observada nas últimas décadas continuar.

“O tabagismo tem diminuído nas últimas cinco décadas por causa do que chamamos de pressão ESG: pressões de atitudes sociais, regulamentação e tributação”, escreveu o analista do Citi, Adam Spielman, em nota este mês.

O índice MSCI World Tobacco teve desempenho inferior ao índice MSCI World mais amplo desde o início do ano passado, com a fabricante de produtos de tabaco sem fumaça Swedish Match apresentando desempenho superior e a Imperial Brands ficando para trás.

Michael R. Bloomberg, fundador e acionista majoritário da Bloomberg LP, controladora da Bloomberg News, fez campanha e doou dinheiro em apoio à proibição de cigarros eletrônicos com sabor e tabaco nos Estados Unidos.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.