Mercado abrirá em 3 h 21 min

Atlético projeta orçamento menor e time será mais barato em 2020

O Atlético acumula decepções dentro de campo em 2019 e o resultado é a queda de faturamento (Itawi Albuquerque/AGIF)

No dia 25 deste mês o conselho deliberativo do Atlético-MG vai se reunir para que seja votado o orçamento do clube para a temporada 2020. Como o time teve um desempenho muito ruim dentro de campo, o faturamento em 2019 não atingiu alguns dos números projetados pela diretoria em novembro de 2018, o que afeta diretamente as contas do ano que vem. No documento que será enviado aos conselheiros, o clube projeta uma queda no faturamento para 2020, o que vai resultar em cortes de gastos e na montagem de um elenco mais barato em comparação com o atual.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

O Atlético estimava faturar 304 milhões na temporada 2019. Porém, o número dificilmente será alcançado. O fraco desempenho da equipe em campo causou um efeito dominó. Menor premiação por desempenho nas competições, queda no número de sócios torcedores, valor médio do ingresso caiu, poucas vendas de atletas e até mesmo o dinheiro da televisão diminuiu, com a participação menor na distribuição da cota referente ao pay-per-view. Mas somente em abril de 2020 que todos os números serão revelados, quando o conselho deliberativo receber o balanço financeiro de 2019.

Como o cenário não foi dos melhores para o Galo nesta temporada e o comum é fazer projeções mais conservadoras, a tendência é que a diretoria executiva apresente ao conselho deliberativo um orçamento abaixo dos R$ 300 milhões. E como é em cima desse número que tudo acontece, o diretor de futebol do Atlético, Rui Costa, já trabalha para reduzir a folha salarial. Atualmente os gastos com ordenados e encargos gira em torno de R$ 9 milhões mensais.

Ficar fora da Copa Libertadores tem impacto direto nos números que serão apresentados aos conselheiros. Presente no principal torneio continental em seis das últimas sete edições, o Atlético dificilmente jogará a edição 2020. Com isso, o clube reduz a expectativa de faturamento com bilheteria, sócio torcedor, patrocínios, cota de televisão e premiação.

Números não são fixos

Se o começo de 2020 do Atlético será com a busca de um time mais barato do que em 2019, porém mais competitivo, o desempenho da equipe pode influenciar diretamente na sequência da temporada. Em caso de sucesso dentro de campo, o clube pode receber mais dinheiro, como aumento da bilheteria, premiações e até elevação na venda de atletas. Receitas que podem aumentar a capacidade de investimento do Galo para a sequência do ano. Tudo vai depender da bola na casinha.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter