Mercado fechará em 4 h 3 min
  • BOVESPA

    121.350,89
    +644,98 (+0,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.261,31
    +432,00 (+0,88%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,06
    +1,24 (+1,94%)
     
  • OURO

    1.839,20
    +15,20 (+0,83%)
     
  • BTC-USD

    51.186,84
    +1.340,10 (+2,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.431,89
    +73,33 (+5,40%)
     
  • S&P500

    4.161,82
    +49,32 (+1,20%)
     
  • DOW JONES

    34.282,77
    +261,32 (+0,77%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.342,00
    +241,75 (+1,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3829
    -0,0296 (-0,46%)
     

Ativistas climáticos fazem alerta e pressionam Biden a agir mais rápido

Andrea Januta
·2 minuto de leitura
Ativistas climáticos fazem protesto em Nova York

Por Andrea Januta

(Reuters) - Ativistas pelo clima se manifestaram em Nova York nesta segunda-feira com uma mensagem para o governo do presidente norte-americano Joe Biden: o tempo está acabando, mas ainda não é tarde demais.

Além de demandas para acabar com a dependência de combustíveis fósseis, os líderes ativistas adicionaram um novo elemento ao "relógio climático" que fica em cima de um prédio na Union Square desde setembro.

O relógio agora mostra a quantidade de energia fornecida a partir de fontes renováveis no momento, atualmente a 12% e crescendo lentamente. Um timer faz uma contagem regressiva dos anos, dias e segundos que os cientistas estimam que faltam para o planeta chegar a zero emissão de carbono e assim evitar os efeitos das mudanças climáticas.

"As pessoas precisam ser relembradas que há muita coisa a se fazer em relação à tomada de ação", disse Alexandria Villasenor, uma das líderes no movimento de jovens pelo clima e uma das várias a discursar no evento desta segunda-feira.

A manifestação foi parte de uma semana de ações cívicas com o objetivo de pressionar os líderes globais antes da cúpula virtual do clima liderada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, na quinta e sexta-feira.

Usando máscaras e ao ar livre, os oradores compartilharam histórias sobre como suas próprias comunidades haviam sido atingidas por desastres induzidos pelas mudanças climáticas.

"Estamos dizendo 'tirem o dinheiro dos combustíveis fósseis das suas reuniões, da sua política'. Estamos dizendo 'mantenham os combustíveis fósseis no solo', disse Thanu Yakupitiyage, da 350.org, uma das organizadoras do evento. "Estamos dizendo 'ouçam as comunidades da linha de frente e as comunidades mais atingidas pela crise climática'".

Atrás do púlpito, o relógio contava regressivamente seis anos e 256 dias remanescentes, e então exibiu a mensagem: "Estamos em uma emergência climática mas agora temos uma janela de esperança se agirmos a tempo".