Mercado fechado

Atividade de serviços nos EUA se recupera em maio de mínima de 11 anos, mas ainda permanece em contração

Por Lucia Mutikani

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - A atividade do setor de serviços dos Estados Unidos melhorou em maio em relação a uma mínima de 11 anos, mas as empresas parecem não ter pressa para recontratar trabalhadores conforme reabrem, comportamento que sustentava visões de que a economia pode levar anos para se recuperar da devastação causada pela crise da Covid-19.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM) informou nesta quarta-feira que seu índice de atividade de serviços subiu para 45,4 no mês passado, de 41,8 em abril, que havia sido a leitura mais baixa desde 2009 e a primeira contração desde dezembro de 2009.

Leitura abaixo de 50 indica contração do setor de serviços, que responde por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA. Economistas consultados pela Reuters previam que o índice subiria a 44,0 em maio.