Mercado abrirá em 6 h 48 min
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,68
    -0,67 (-0,77%)
     
  • OURO

    1.814,90
    -14,80 (-0,81%)
     
  • BTC-USD

    35.980,81
    -1.702,96 (-4,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    820,31
    -35,50 (-4,15%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.664,80
    -625,10 (-2,57%)
     
  • NIKKEI

    26.135,06
    -876,27 (-3,24%)
     
  • NASDAQ

    13.932,00
    -226,50 (-1,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0949
    -0,0115 (-0,19%)
     

Atividade manufatureira dos EUA tem moderação em dezembro, diz ISM

·1 min de leitura
Robôs autônomos montam um SUV modelo X na fábrica da BMW em Greer, Carolina do Sul, EUA, 4 de novembro de 2019. REUTERS/Charles Mostoller

WASHINGTON (Reuters) - A manufatura dos Estados Unidos desacelerou em dezembro, em meio à redução da demanda por bens, mas as restrições de oferta estão começando a diminuir e uma medida de preços pagos por insumos teve a maior queda desde o início de 2020, quando a pandemia afetou a atividade econômica.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou nesta terça-feira que seu índice nacional de atividade fabril caiu para uma leitura de 58,7 no mês passado. Foi o resultado mais baixo desde janeiro passado, após 61,1 em novembro.

Leitura acima de 50 indica expansão da manufatura, que responde por 11,9% da economia dos EUA. Economistas consultados pela Reuters esperavam queda do índice a 60,1.

A medida do ISM para entregas de fornecedores caiu a 64,9, de 72,2 em novembro. Leitura acima de 50% indica entregas mais lentas para as fábricas.

Os sinais iniciais de melhora nas cadeias de oferta sugerem que a inflação no portão das fábricas pode em breve começar a diminuir.

A medida de preços pagos pela indústria sofreu um tombo para 68,2 no mês passado, nível mais baixo desde novembro de 2020, de 82,4 em novembro passado. A queda foi a maior desde março de 2020, quando fechamentos obrigatórios de empresas de serviços não essenciais foram adotados para conter a primeira onda das infecções por coronavírus.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos