Mercado fechado

Atividade fabril nos EUA sobe para máxima em quase 2 anos e meio, diz ISM

·1 minuto de leitura
Fábrica da Dana em Toledo, EUA

WASHINGTON (Reuters) - A atividade manufatureira dos Estados Unidos subiu em dezembro para o nível mais alto em quase dois anos e meio, provavelmente com a demanda passando de serviços para bens diante do aumento de novas infecções de Covid-19.

O Instituto de Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou nesta terça-feira que seu índice de atividade fabril nacional se recuperou para uma leitura de 60,7 no mês passado, nível mais alto desde agosto de 2018, depois de marcar 57,5 em novembro.

Leitura acima de 50 indica expansão na manufatura, que responde por 11,9% da economia dos EUA. Economistas consultados pela Reuters esperavam que o índice caísse a 56,6 em dezembro.

(Reportagem de Lucia Mutikani)