Mercado fechará em 2 h 15 min

Atividade econômica da França está a 65% do normal

PARIS (Reuters) - A atividade econômica francesa e os gastos das famílias estão em cerca de 65% dos níveis normais devido ao surto de coronavírus, informou nesta quinta-feira a agência oficial de estatísticas INSEE.

A INSEE deu a primeira imagem do impacto do bloqueio nacional ao publicar seu índice mensal de confiança nos negócios, que teve a maior queda desde que os registros começaram em 1980.

O índice caiu a 95 pontos de 105 pontos em fevereiro, com declínios ainda mais acentuadis nos setores de serviços e varejo, disse a INSEE.

O governo francês preparou um pacote de 45 bilhões de euros - 2% do PIB - em medidas de crise compostas principalmente por impostos protelados e encargos na folha de pagamentos para empresas, e por pagamentos a empresas que reduzem o horário de trabalho de seus funcionários.

Além disso, o governo está garantindo até 300 bilhões de euros - 15% do PIB - de empréstimos corporativos de bancos comerciais para manter o crédito fluindo para a economia.

A INSEE disse que era muito cedo para tentar prever a profundidade da crise, mas estimou que cada mês de confinamento reduzirá a atividade econômica em 12 pontos percentuais em base trimestral e em 3 pontos percentuais ante base anual.



(Reportagem de Leigh Thomas)