Mercado abrirá em 2 h 2 min
  • BOVESPA

    110.334,83
    +299,66 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.784,58
    +191,67 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,60
    -0,04 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.728,10
    +5,10 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    48.810,73
    +1.467,84 (+3,10%)
     
  • CMC Crypto 200

    981,38
    -5,27 (-0,53%)
     
  • S&P500

    3.901,82
    +90,67 (+2,38%)
     
  • DOW JONES

    31.535,51
    +603,14 (+1,95%)
     
  • FTSE

    6.625,90
    +37,37 (+0,57%)
     
  • HANG SENG

    29.095,86
    -356,71 (-1,21%)
     
  • NIKKEI

    29.408,17
    -255,33 (-0,86%)
     
  • NASDAQ

    13.231,00
    -48,75 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7721
    -0,0235 (-0,35%)
     

Atacante revelado no Corinthians estreia com vitória em time dos Emirados Árabes: 'Sinto-me em casa'

LANCE!
·2 minuto de leitura


Revelado pelo Corinthians, o atacante brasileiro Paulinho foi contratado pelo Khorfakkan, dos Emirados Árabes, e estreou com o pé direito no último fim de semana. O jogador de 27 anos entrou em campo no segundo tempo da vitória de seu time diante do Al Jazira por 3 a 0.

+ Veja a tabela do Mundial de Clubes 2020


Fazendo sua estreia pouco tempo após sua chegada, o brasileiro já tem um objetivo fixo em mente: adaptar-se o mais rápido possível. Para isso, contará com uma legião de brasileiros a seu favor, já que o Khorfakkan tem seis brasileiros em seu elenco principal, além da comissão técnica, dirigida por Caio Zanardi.

- O fato de a liga e o meu time terem muitos brasileiros ajuda muito na adaptação. Sinto-me em casa. Não terei problemas com a língua também, já que meu time também é treinado por um brasileiro - comentou Paulinho.

Se o número de compatriotas "joga a seu favor" na adaptação, outro percalço que poderia atrapalhar sua chegada não deve ser um fator de muita influência. Paulinho atuou entre 2015 e 2020 em duas equipes: o Zorya, da Ucrânia, e o Levski Sofia, da Bulgária, e agora sai de dois países frios para jogar em um dos locais mais quentes do mundo.

- O mais difícil era quando eu jogava no frio mesmo. E mesmo assim, na Ucrânia e na Bulgária, consegui me adaptar rápido. Agora, vou atuar no calor, e eu venho do Brasil, então é muito mais fácil para me acostumar novamente - completou.

+ Conheça os times que disputarão o Mundial de Clubes 2020 e os seus destaques

Após 13 rodadas na Liga dos Emirados Árabes, o Khorfakkan ocupa a 11ª colocação, longe da zona de rebaixamento, mas ainda atrás dos líderes da competição. O objetivo do clube, agora, é chegar ao pelotão que disputa uma vaga na Champions League Asiática.

- Espero poder alcançar os objetivos do clube e os meus, individualmente. Preciso me adaptar rápido para que no fim da temporada tenhamos êxito e possamos pensar nas próximas. Tive uma ótima passagem na Bulgária e agora é um cenário novo, e espero que seja ainda melhor, que eu possa evoluir como jogador e como pessoa - finalizou o brasileiro.

O próximo confronto do Khorfakkan será pelas quartas de final da Etisalat Cup, contra o Al-Ahli, no dia 26, precisando reverter um placar desfavorável em 4 a 2, fora de casa. Depois disso, o time volta aos gramados pela liga local, contra o Al Ain no dia 30.