Mercado abrirá em 2 h 40 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,69
    +1,12 (+1,71%)
     
  • OURO

    1.770,70
    -13,60 (-0,76%)
     
  • BTC-USD

    56.966,71
    -53,01 (-0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.451,49
    -17,59 (-1,20%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.119,40
    -49,28 (-0,69%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.966,50
    +96,75 (+0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4085
    -0,0383 (-0,59%)
     

ASUS, Gigabyte e outras anunciam placas Z690 para chips Intel Alder Lake

·12 min de leitura

A Intel anunciou nesta quarta-feira (27) a aguardada 12ª geração de processadores Alder Lake, composta a princípio pelos novos Core i5 12600K e Core i7 12700K, junto ao Core i9 12900K, solução vendida pela empresa como "a CPU gamer mais rápida do mundo". A principal mudança adotada pelos chips é a adoção de uma arquitetura híbrida, que combina núcleos de alto desempenho com núcleos de baixo consumo.

Junto aos chips, a companhia também estreou o novo soquete LGA1700 e o chipset Z690, que equiparão as placas-mãe da linha estreante com recursos inéditos, incluindo suporte a memórias DDR5 e o barramento PCI-E 5.0. Aproveitando a oportunidade, algumas das maiores fabricantes de peças do mercado anunciaram suas linhas baseadas nas soluções para atender os mais variados formatos e usuários.

ASRock revela novas placas com boost de frequência

A ASRock anunciou 11 novos modelos de placa-mãe Z690, oferecendo desde soluções mais básicas até entusiastas, todas munidas da tecnologia Base Frequency Boost (BFB). Como o nome sugere, o recurso permite aos usuários configurar TDPs mais altos para as CPUs, dando margem para que os clocks base dos chips sejam aumentados.

A quantidade máxima de energia fornecida pelo BFB varia de acordo com o modelo de placa, partindo de 150 W na Z690M-ITX, focada no segmento de entrada, e atingindo quantias ilimitadas nos modelos entusiastas Taichi e PG Velocitá. É importante lembrar que elementos como o VRM e a refrigeração influenciarão no nível de energia entregue pela funcionalidade na prática.

A tecnologia de BFB fornece mais energia aos processadores, permitindo aumentar a frequência do clock base (Imagem: ASRock)
A tecnologia de BFB fornece mais energia aos processadores, permitindo aumentar a frequência do clock base (Imagem: ASRock)

A linha é liderada pela Z690 Taichi, tematizada com visual de engrenagens, que agora se movimentam de verdade. O componente tem sistema de refrigeração robusto, com heatsinks que percorrem quase toda a placa, emprega um VRM de 20 fases e conta com ampla lista de conectividade e recursos, incluindo duas portas Thunderbolt 4, Wi-Fi 6E, USB-C 3.2 Gen 2x2, sistema de áudio HD da Realtek, suporte a quatro módulos de RAM DDR5 a até 6.400 MT/s e mais.

Logo abaixo está a Z690 PG Velocitá, que mescla estética gamer com carros de corrida e iluminação RGB. A solução também mira em entusiastas e oferece sistema de refrigeração robusto, slots PCI-E e de RAM reforçados e VRM de 17 fases, além de funcionalidades como Wi-Fi 6E, USB-C 3.2 Gen 2x2, suporte a quatro módulos de RAM DDR5 a até 6.400 MT/s e mais.

A nova ASRock Z690 Taichi oferece o que a empresa tem de melhor, com RAM DDR5 aa até 6.400 MT/s, duas portas Thunderbolt 4, Wi-Fi 6E e mais (Imagem: ASRock)
A nova ASRock Z690 Taichi oferece o que a empresa tem de melhor, com RAM DDR5 aa até 6.400 MT/s, duas portas Thunderbolt 4, Wi-Fi 6E e mais (Imagem: ASRock)

Mais focados em usuários menos exigentes, os modelos Extreme, Steel Legend, PRO RS e Riptide contam com VRM de 12 + 1 fases, enquanto a Phantom Gaming ITX, placa avançada para máquinas compactas, oferece VRM com 10 + 1 fases. Voltadas para o segmento de entrada, as soluções Z690M-ITX e Z690 PG 4 empregam VRM de 7 + 1 fases.

ASUS atualiza linhas gamer e profissional

A ASUS foi além ao atualizar as linhas ROG Maximus, ROG Strix, TUF Gaming e Prime com 17 novos modelos de placa Z690, incluindo uma variante especial focada em profissionais, integrante da linha ProArt. Todos os lançamentos oferecem visual agressivo e trazem os recursos proporcionados pelo chipset atualizado, como RAM DDR5 rodando a até 6.400 MT/s e barramento PCI-E 5.0.

ROG Maximus

Família de placas entusiastas, a série ROG Maximus é composta por 5 modelos: Extreme Glacial, Extreme, APEX, Formula e HERO. Flagships que oferecem os melhores recursos, as variantes Extreme e Extreme Glacial contam com design premium e o mesmo conjunto de recursos — a diferença fica por conta do water block integrado para quem prefere utilizar refrigeração líquida.

A ROG Maximus Extreme Glacial é a placa mais poderosa da ASUS, com water block integrado para resfriamento líquido e os melhores recursos da plataforma Z690 (Imagem: ASUS)
A ROG Maximus Extreme Glacial é a placa mais poderosa da ASUS, com water block integrado para resfriamento líquido e os melhores recursos da plataforma Z690 (Imagem: ASUS)

Algumas das funcionalidades incluem portas Thunderbolt 4, conexão Ethernet de 10 Gb, Wi-Fi 6E, porta USB-C 3.2 Gen 2x2 com protocolo de recarga Quick Charge 4+ da Qualcomm, VRM de 24 + 1 fases e um DAC USB incluso na caixa, com cancelamento de ruído via IA, som DTS e mais.

Abaixo dos modelos Extreme estão as variantes Formula e APEX. A primeira é uma opção premium mais acessível, com design único na cor branca, VRM de 20 + 1 fases e recursos destinados a usuários que buscam implementar refrigeração líquida, contando com water block integrado — diferente da Extreme Glacial, no entanto, a estrutura não recobre o soquete.

A ROG Maximus APEX é dedicada aos entusiastas de overclocking (Imagem: ASUS)
A ROG Maximus APEX é dedicada aos entusiastas de overclocking (Imagem: ASUS)

Já a APEX mira em overclockers, contando com VRM robusto de 24 fases, monitor para exibição de código de erro e apenas dois slots de RAM próximos à CPU, para oferecer o máximo de velocidade com configuração dual-channel. Por fim, a HERO visa ser uma opção mais acessível entre os modelos premium, com VRM de 20 + 1 fases, mas ainda mantém alguns dos melhores recursos do restante da família, incluindo portas Thunderbolt 4 e cancelamento de ruído via IA.

ROG Strix

No segmento high-end, as placas ROG Strix se destacam por oferecer o design tradicional da linha Strix e uma ampla lista de conectividade em formatos mais tradicionais, sem recursos avançados como refrigeração líquida. Por outro lado, a série é a mais variada em tamanhos, contando com opções ATX, ITX e mATX em 5 modelos diferentes: Z690-A, Z690-E, Z690-F, Z690-G e Z690-I.

A linha ROG Strix é a mais variada da ASUS em formatos, incluindo ATX, ITX e mATX (Imagem: ASUS)
A linha ROG Strix é a mais variada da ASUS em formatos, incluindo ATX, ITX e mATX (Imagem: ASUS)

Com exceção do design e formatos, a maior diferença entre os cinco modelos está na RAM. Somente as versões Z690-E, Z690-F, Z690-G e Z690-I trazem suporte às novas memórias DDR5, enquanto o modelo Z690-A suporta apenas memórias DDR4, o que não é necessariamente ruim. A situação reflete como deve ser o início da adoção do protocolo de memória, já que os módulos DDR5 devem exigir um investimento bastante elevado.

TUF Gaming

A linha gamer acessível da ASUS recebeu dois modelos de placa Z690, sendo a ausência de Wi-Fi embutido na variante mais básica a única diferença entre elas, ponto notável pelos nomes: Z690-PLUS Gaming WiFi D4 e Z690-PLUS Gaming D4. Focadas no custo-benefício, ambas suportam apenas memórias DDR4 operando em até 5.333 MT/s, enquanto oferecem alguns recursos mais avançados, como porta Thunderbolt 4, Wi-Fi 6 e áudio DTS.

(Imagem: ASUS)
(Imagem: ASUS)

Visualmente, os modelos seguem o design mais sóbrio e industrial visto em outros componentes e aparelhos da família TUF Gaming, com coloração chumbo e detalhes e logos da marca espalhados pelo corpo dos componentes, com iluminação nas cores amarelo e laranja.

ProArt

Voltada para profissionais, a ProArt Z690-CREATOR traz design bastante sóbrio, inspirado por grandes obras da arquitetura. Seu foco é oferecer ampla conectividade, maiores desempenho e controle das configurações, bem como estabilidade, ponto crucial para criadores e desenvolvedores.

(Imagem: ASUS)
(Imagem: ASUS)

O modelo tem VRM robusto de 16 + 1 fases e permite o overclocking, empregando ainda tecnologia de IA que implementa as melhores configurações para o procedimento. Além disso, a Z690-CREATOR oferece recursos como suporte a até 128 GB de RAM DDR5, Wi-Fi 6E, portas Thunderbolt 4 e perfis de funcionamento para otimizar o desempenho para jogos, navegação, criação de conteúdo e mais.

Prime

Composta pelos modelos mais básicos, focados no uso empresarial, a linha Prime foi atualizada com cinco versões: Z690-A, Z690-P WiFi, Z690-P, Z690M Plus D4 e Z690-P D4. As placas trazem um visual repaginado, mais premium do que o visto em gerações passadas, com destaque para a topo de linha Z690-A.

(Imagem: ASUS)
(Imagem: ASUS)

O componente é recoberto por placas prateadas e até mesmo adota discreta iluminação RGB em algumas áreas, trazendo entre os recursos suporte a memórias DDR5 a até 6.000 MT/s, porta Thunderbolt 4, heatsinks encorpados para o VRM e o chipset, conectividade Wi-Fi 6 e ethernet 2,5 Gb, e mais.

Gigabyte foca nas novidades do chipset Z690

Junto à AORUS, a Gigabyte anunciou nada menos que 24 modelos de placas diferentes, dando ênfase aos recursos que pretende oferecer com a estreia da nova geração. O primeiro deles é um novo design de VRM, através do qual todas as placas ATX utilizarão 16+ fases, com capacitores de polímero de tântalo, quue promete aumentar a eficiência e reduzir as voltagens e temperaturas.

A Gigaabyte anunciou 24 novas placas-mãe com chipset Z690, munidas de novo design de VRM, suporte a memórias DDR5 com velocidade de até 8.000 MT/s e mais (Imagem: Gigabyte)
A Gigaabyte anunciou 24 novas placas-mãe com chipset Z690, munidas de novo design de VRM, suporte a memórias DDR5 com velocidade de até 8.000 MT/s e mais (Imagem: Gigabyte)

As placas também suportam memórias DDR5 configuradas em dual-channel com velocidades de até 8.000 MT/s, slots blindados para reduzir interferências e dois modos de energia — um focado na estabilidade e outro desbloqueado para abrir margem para melhores números de overclocking. Usuários menos experientes com o procedimento podem tirar proveito do Auto Booster, que aumenta a velocidade dos módulos para até 5.000 MT/s com um clique.

Outro destaque dos lançamentos da marca é o sistema de refrigeração, que emprega novas aletas com maior densidade por área e cobertura de nanocarbono, que promete aumentar a eficiência de dissipação em até 15% em relação aos designs antigos. As soluções adotam ainda heatsinks encorpados, com heat pipes de 8 mm de espessura e placas dedicadas para resfriar SSDs e outros componentes inseridos nos slots M.2.

Os slots de RAM das novas placas da Gigabyte contam com proteção para aumentar a durabilidade e reduzir eventuais interferências (Imagem: Gigabyte)
Os slots de RAM das novas placas da Gigabyte contam com proteção para aumentar a durabilidade e reduzir eventuais interferências (Imagem: Gigabyte)

Fora isso, tema recorrente dos modelos anunciados com chipset Z690, a conectividade e os recursos extras receberam atenção especial e incluem Wi-Fi 6E, portas Thunderbolt 4, portas ethernet de 10 Gb e 2,5 Gb, slots PCI-E 5.0 com proteção para aumentar a durabilidade e reduzir interferências, e DAC dedicado para processamento de áudio.

MSI traz PCB de servidor aos modelos gamer

Por fim, a MSI revelou 13 novas placas-mãe com chipset Z690, atendendo a entusiastas, profissionais e usuários que buscam um bom equilíbrio entre preços e recursos.

Foram anunciados modelos para as linhas MEG, MPG, MAG e PRO, munidas de novidades como PCB reforçado, ao estilo dos utilizados por servidores, heatsinks robustos e suporte a dissipadores duplos para os slots M.2. Mais detalhes sobre os componentes serão revelados durante evento marcado para 2 de novembro.

MEG

Linha entusiasta da MSI, a família MEG recebe inicialmente três modelos — a Z690 ACE, a Z690 Unify-X e a Z690 Unify. A empresa confirmou que lançará a Godlike, variante mais completa da marca, mas novas informações só devem ser reveladas durante a apresentação de novembro.

(Imagem: MSI)
(Imagem: MSI)

Os três modelos trazem design sóbrio em preto, com detalhes em dourado, lembrando alguns dos aparelhos mais premium da companhia. O sistema de alimentação é robusto, com VRM de 19 + 2 + 1 fases, enquanto a rrefrigeração adota heatsinks completamente feitos em alumínio. Em conectividade, a linha MEG emprega dois slots PCI-E 5.0 x16, Wi-Fi 6E, duas portas USB-C 3.2 Gen 2x2, dois conectores ethernet de 2,5 Gb e mais.

MPG

Família gamer de alto desempenho, a linha MPG traz os modelos CARBON, com detalhes em fibra de carbono, EDGE e o estreante FORCE, cuja principal novidade é o acabamento em preto e branco.

(Imagem: MSI)
(Imagem: MSI)

Mais encorpadas, as placas CARBON e FORCE são equipadas com VRM de 18 fases, enquanto a básica EDGE traz VRM com apenas 16 fases. No geral, os recursos dos três modelos são similares, contando com dois slots PCI-E 5.0 x16, 4 slots M.2 PCI-E 4.0 x4, Wi-Fi 6E, porta ethernet de 2,5 Gb, Bluetooth 5.2 e mais.

MAG

Linha gamer de entrada, a nova série MAG é composta pelos modelos Z690 Tomahawk e Z690 Torpedo, munidos de VRMs de 16 fases, um slot PCI-E 5.0 x16, três slots M.2 PCI-E 4.0 x4, suporte a RAM DDR5 operando a até 6.400 MT/s e heatsink encorpado.

(Imagem: MSI)
(Imagem: MSI)

Mesmo básicos, os modelos também oferecem uma lista ampla de conexões, incluindo Wi-Fi 6, ethernet de 2,5 Gb e portas USB-C 3.2 Gen 2x2, bem como sistema de áudio com promessa de alta qualidade e compatibilidade com Crossfire, para instalação de mais de uma GPU AMD.

PRO

Para quem busca por modelos com visual ainda mais sóbrio ou focados em funcionalidades básicas para uso empresarial, a MSI oferece a família PRO, com as placas PRO Z690-A e PRO Z690-A Wi-Fi, ambas disponíveis em versões com suporte a memórias DDR4 e DDR5. Como o nome sugere, a presença de conectividade Wi-Fi 6 é a única diferença entre as variantes.

(Imagem: MSI)
(Imagem: MSI)

Todas trazem VRM de 14 fases, um slot PCI-E 5.0 x16, quatro slots M.2, portas USB-C 3.2 Gen 2x2, porta ethernet de 2,5 Gb, sistema de áudio integrado com promessa de som de alta qualidade e suporte a Crossfire.

Preço e disponibilidade

As novas placas anunciadas pelas fabricantes estão previstas para chegar ao mercado junto aos processadores da 12ª geração Alder Lake, em 4 de novembro. Ainda não há informações sobre disponibilidade e preço no Brasil, mas novidades devem ser divulgadas até o lançamento dos componentes.

As placas da ASRock têm preços sugeridos que partem dos US$ 169,99 (~R$ 950) e chegam aos US$ 289,99 (~R$ 1.620) nos modelos mais completos. Enquanto isso, as soluções da ASUS serão vendidas por valores entre US$ 189,99 (~R$ 1.060) e mais de US$ 999,99 (~R$ 5.600).

Já os modelos anunciados pela Gigabyte trazem preços que partem dos US$ 199,99 (~R$ 1.120) e chegam aos US$ 469,99 (~R$ 2.630). Por fim, as placas da MSI que já tiveram preços anunciados serão vendidas entre US$ 219,99 (~R$ 1.230) e US$ 399,99 (~R$ 2.240).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos