Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.026,19
    -824,18 (-1,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

ASUS anuncia notebooks ProArt, Zenbook e Vivobook com OLED para profissionais

·8 minuto de leitura

Pouco depois de surpreender os gamers com uma edição especial do Zephyrus G14 desenvolvida em parceria com o DJ Alan Walker, a Asus se volta agora para os profissionais com a atualização dos notebooks das linhas ProArt, Vivobook, Zenbook e ExpertBook.

Além de contar com hardware mais potente, incluindo processadores Intel Tiger Lake, AMD Ryzen 5000 e GPUs Nvidia GeForce RTX 3000, os lançamentos se destacam pela adoção de painéis OLED com alto nível de precisão de cores em todos os modelos das quatro famílias, e pela atualização garantida para Windows 11.

ProArt chega com tela calibrada em opções com AMD e Intel

Pensados para artistas, modeladores e outros profissionais que precisam de alta precisão de cores e poder de processamento avançado, os novos ProArt StudioBook Pro W7600 e W5600 chegam equipados com tela OLED 4K HDR de 16 polegadas, com proporção 16:10 e 100% de cobertura da gama de cores DCI-P3. O painel conta ainda com certificações PANTONE Validated e Calman Verified, trazendo calibração de fábrica com Delta-E

O hardware também recebeu atenção especial — o modelo W7600 vem equipado com processadores Intel Core i7 11800H ou Xeon W11955M, acompanhados de GPUs Nvidia RTX A3000 6 GB ou A5000 16 GB, até 64 GB de RAM DDR4 com suporte a correção de erros (ECC) e até 4 TB de armazenamento SSD M.2 NVMe. Enquanto isso, a variante W5600 traz chips AMD, com configurações ligeiramente mais modestas.

O processamento tem como opções o Ryzen 7 5800H ou o Ryzen 9 5900HX, junto à GPU Nvidia RTX A2000 4 GB e até 32 GB de RAM DDR4, sem ECC. O armazenamento fica por conta de até 2 SSDs com 4 TB SSD M.2 NVMe. No mais, ambos trazem bateria de 90 Wh, pesam 2,4 Kg e oferecem certificação militar MIL-STD-810H, de alta resistência a quedas e impactos.

A conectividade também é bastante semelhante e inclui porta HDMI 2.1 com suporte a 8K a 120 FPS ou 10K a 60 FPS, conector P2 para fones de ouvido e microfone, porta RJ45 para internet cabeada e leitor SD Express 7.0, para transferências de até 985 MB/s. Há apenas algumas diferenças: o W5600 com AMD emprega duas portas USB-C 4 Gen 3, enquanto o W7600 com Intel traz conexão Thunderbolt 4.

Família ProArt StudioBook com OLED (Imagem: Divulgação/ASUS)
Família ProArt StudioBook com OLED (Imagem: Divulgação/ASUS)

Por fim, os modelos trazem o ASUS Dial, um joystick físico posicionado próximo ao teclado que permite acesso rápido a atalhos em programas Adobe, como Premiere, Photoshop e After Effects, além de um terceiro botão físico configurável no trackpad, essencial para programas de modelagem 3D, sistema de áudio de alta definição otimizado pela Harman Kardon e leitor de digitais no botão de energia.

Usuários que não dependem de hardware otimizado para aplicações profissionais podem ainda optar pelos modelos StudioBook H7600 (Intel) e H5600 (AMD), que compartilham das mesmas especificações presentes nas variantes com prefixo W, mas substituem o conjunto de processamento: o H7600 troca o chip Xeon pelo Core i9 11900H e emprega GPU Nvidia GeForce RTX 3060, enquanto o H5600 remove a RTX A2000 em favor das GPUs RTX 3050 Ti, RTX 3060 ou RTX 3070.

Vivobook reúne alto desempenho e corpo compacto

Profissionais que buscam por modelos robustos, mas mais compactos e com melhor autonomia, podem ter na nova linha Vivobook uma opção interessante. Os aparelhos chegam em duas variantes, Pro X e Pro, com opções de tela de 14 ou 16 polegadas e 14 ou 15 polegadas, respectivamente. Mais completos, os Vivobook Pro 14X e Pro 16X chegam trazendo processadores Intel Core i5 11300H ou Core i7 11370H, da série Tiger Lake H35.

Ambos contam com 4 núcleos e 8 threads rodando a até 5 GHz e acabam sendo variantes mais poderosas dos chips Tiger Lake para Ultrabooks. Aqueles que dependem de maior contagem de núcleos podem buscar pelas variantes equipadas com chips Ryzen 5000H, com até 8 núcleos e 16 threads.

Acompanhando as CPUs estão até 32 GB de RAM DDR4 e 1 TB de armazenamento SSD M.2 NVMe, além de bateria generosa de 96 Wh com recarga rápida de 120 W. O processamento gráfico fica por conta das GPUs Nvidia GeForce RTX 3050 ou 3050 Ti, e a tela emprega painel OLED, com resolução 4K em proporção 16:10, cobertura de 100% da gama DCI-P3, além das certificações PANTONE Validated, Calman Verified e VESA Display HDR 500 True Black.

Em conectividade, ambas as variantes contam com duas portas USB-A 2.0, uma USB-C 3.2 Gen 1, uma USB-A 3.2 Gen 1, HDMI 1.4, conector P2 para fones de ouvido e microfone, e leitor de cartões MicroSD. Além disso, também há um ASUS Dial por aqui, mas com ativação capacitiva, estando integrado ao trackpad. Completam o conjunto um leitor de digitais no botão de energia e som da Harman Kardon.

Vivobook Pro 16X (Imagem: Reprodução/ASUS)
Vivobook Pro 16X (Imagem: Reprodução/ASUS)

Os modelos Vivobook Pro 14 e Pro 15 se diferenciam por contar com visual mais modesto, ainda que mantenham boa parte das especificações dos irmãos da série Pro X. As mudanças ficam por conta da redução na RAM, que chega a até 16 GB DDR4, da remoção do ASUS Dial, da opção única de GPU com a RTX 3050 e as resoluções dos painéis — 2,8K no modelo de 14 polegadas e Full HD na versão de 15 polegadas.

Zenbook traz a versatilidade do ScreenPad

A nova geração dos laptops Zenbook foi mais conservadora ao manter muitas das características elogiadas nos modelos passados, como o ScreenPad, enquanto atualizou a tela e o conjunto de processamento. A família tem como carro-chefe o Zenbook Pro Duo 15, equipado com processadores Core i7 10870H ou Core i9 10980HK, acompanhados de GPU Nvidia GeForce RTX 3070, até 32 GB de RAM DDR4 e até 1 TB de armazenamento SSD M.2 NVMe.

Seu maior destaque é a tela principal, que emprega painel OLED de 15,6 polegadas com resolução 4K HDR, proporção 16:10, 100% de cobertura da gama de cores DCI-P3 e certificações PANTONE Validated, Calman Verified e VESA Display HDR 500 True Black. A tela secundária com resolução equivalente ao 4K localizada na região superior do teclado está de volta , mas acaba atuando como um ponto controverso, considerando que a tecnologia do display segue sendo o IPS LCD.

Há ainda certificação militar MIL-STD-810G de resistência a quedas e impactos, bateria de 92 Wh, leitor de digitais, áudio da Harman Kardon e conexões USB-A 3.2 Gen 2, Thunderbolt 3, HDMI 2.1 e P2, para fones de ouvido e microfone.

Também estão de volta os modelos Zenbook 14X e Zenbook 14 Flip, e assim como o irmão mais robusto, trazem apenas upgrades no processamento e tela. Os aparelhos contam com processadores Ryzen 5000H ou Intel Tiger Lake-U de 15 W, com gráficos integrados AMD Radeon ou Intel Iris Xe, além de até 16 GB de RAM LPDDR4X e 1 TB de armazenamento SSD M.2 NVMe.

Zenbook 14X (Imagem: Divulgação/ASUS)
Zenbook 14X (Imagem: Divulgação/ASUS)

Em display, são utilizados painéis OLED de 14 polegadas com as mesmas características premium vistas nas outras linhas: resolução 4K HDR, proporção 16:10, 100% de cobertura da gama de cores DCI-P3 e certificações PANTONE Validated, Calman Verified e VESA Display HDR 500 True Black.

ExpertBook foca em resistência e privacidade para os negócios

Por fim, a companhia atualizou a família ExpertBook de laptops dedicados ao meio empresarial, com foco na resistência e privacidade. Os dois modelos anunciados, o B5 OLED e o B5 Flip OLED, chegam com características basicamente idênticas, sendo o aspecto 2-em-1 do Flip a única diferença marcante.

ExpertBook B5 OLED (Imagem: Divulgação/ASUS)
ExpertBook B5 OLED (Imagem: Divulgação/ASUS)

Os dispositivos são equipados com processadores Intel Tiger Lake em opções com Core i3 1115G4, Core i5 1135G7 ou Core i7 1165G7, junto de até 48 GB de RAM DDR4 e até 2 TB de armazenamento SSD M.2 NVMe. A tela é novamente o destaque, com painel OLED Full HD, proporção 16:9, 100% de cobertura da gama DCI-P3 e certificações PANTONE Validated, Calman Verified e VESA Display HDR 500 True Black.

A linha conta ainda com certificação Intel Evo, que garante ao menos 9 horas de autonomia de bateria, presença de conexões Thunderbolt 4, carregamento rápido que entregue 4 horas de bateria em 30 minutos e retorno da suspensão em menos de 1 segundo. Fora isso, os dispositivos trazem certificação militar MIL-STD-810H de resistência a impactos e quedas.

No mais, a nova família ExpertBook oferece leitor de digitais no botão de energia, trava física da webcam, bateria de 66 Wh com promessa de até 12 horas de autonomia, conector USB-A 3.2 Gen 2, duas portas Thunderbolt 4, HDMI 2.0b, micro HDMI com RJ45 e conector P2 para fones de ouvido e microfone.

Preço e disponibilidade

As novas famílias de notebooks da ASUS com tela OLED chegam ao mercado internacional a partir de outubro, com os seguintes preços sugeridos:

  • ProArt StudioBook Pro 16 — A partir de US$ 2,500 (~R$ 12.960)

  • ProArt Studiobook 16 — A partir de US$ 2,000 (~R$ 10.400)

  • Zenbook Pro — A partir de US$ 1,470 (~R$ 7.620)

  • Vivobook Pro — A partir de US$ 920 (~R$ 4.770)

Alguns dos modelos, como o Zenbook Pro Duo 15 e a linha ExpertBook B5, ainda não tiveram os preços detalhados. Até o momento, não há previsão de estreia no mercado brasileiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos