Mercado abrirá em 3 h 36 min
  • BOVESPA

    128.057,22
    -1.202,27 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.202,80
    -376,30 (-0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,80
    -0,24 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.792,60
    +17,80 (+1,00%)
     
  • BTC-USD

    37.764,98
    -1.455,64 (-3,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,23
    -32,64 (-3,37%)
     
  • S&P500

    4.221,86
    -1,84 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,45
    -210,22 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.124,31
    -29,12 (-0,41%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.195,25
    +29,75 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9754
    +0,0129 (+0,22%)
     

Astronautas terminam o desligamento do compartimento de acoplagem Pirs na ISS

·2 minuto de leitura
Astronautas terminam o desligamento do compartimento de acoplagem Pirs na ISS
Astronautas terminam o desligamento do compartimento de acoplagem Pirs na ISS

Dois astronautas russos finalizaram hoje (2) o descomissionamento do compartimento de acoplagem Pirs, ligado à Estação Espacial Internacional (ISS). O trabalho durou aproximadamente sete horas.

O Pirs fica localizado na parte russa da ISS, e servia como ponto de acoplagem para as espaçonaves Soyuz e Progress, bem como ponto de entrada e saída para caminhadas espaciais para cosmonautas do módulo Zvezda da estação.

Leia também

Imagem mostra o módulo de acoplagem Pirs, na Estação Espacial Internacional
O módulo de acoplagem Pirs começou seus trabalhos em 2001, e agora será desligado da Estação Espacial Internacional em troca de um módulo mais atualizado. Imagem: Wikimedia Commons/Reprodução

Originalmente lançado em setembro de 2001, o módulo serviu durante 20 anos até começar seu desmonte por parte dos astronautas russos. A ideia é que a remoção do Pirs seja feita até 17 de julho, dando à ISS espaço para receber o módulo científico Nauka, cujo lançamento está marcado para o dia 15 do mesmo mês.

Parte da operação de descomissionamento viu algumas ferramentas e partes serem lançadas ao espaço, uma vez que seriam grandes demais para serem levadas de volta para dentro da estação ou para que naves visitantes pudessem levá-las de volta à Terra. Segundo especialistas, esse tipo de descarte é normal para todas as nações que vivem na ISS.

Depois da remoção de algumas partes, os astronautas – Oleg Novitsky e Pyotr Dubrov – instalaram alguns módulos menores que serão conectados ao Nauka, quando este chegar. Isso porque o Nauka é mais voltado à pesquisa científica, então a dupla trabalhou para assegurar estruturas experimentais para estudos da microflora terrestre e os efeitos de uma variedade de materiais na órbita.

Finalmente, quando for a hora, a nave Progress MS-16 será responsável por puxar o Pirs para fora da estação, após ordem de retração de seus conectores automáticos. Após adquirir uma distância segura da estação, a nave se destacará do Pirs próximo à reentrada, permitindo que o módulo então caia em direção à Terra – uma manobra que servirá como declaração do fim de sua vida útil.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos