Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,40
    -1,85 (-2,49%)
     
  • OURO

    1.799,00
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    16.848,60
    -137,93 (-0,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,86
    -7,18 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.489,19
    -32,20 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.498,75
    -67,25 (-0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4664
    -0,0123 (-0,22%)
     

Astronautas estarão vivendo e trabalhando na Lua até 2030, diz NASA

O lançamento da cápsula Orion da NASA, a bordo do foguete SLS, ocorreu após uma série de adiamentos.(Getty Image)
O lançamento da cápsula Orion da NASA, a bordo do foguete SLS, ocorreu após uma série de adiamentos.(Getty Image)
  • NASA iniciou a missão Artemis 1 no dia 16 de novembro;

  • Agência espacial enviou para a órbita lunar a cápsula não tripulada Orion;

  • Diretor do programa acredita que humanos conseguirão viver na Lua em 2030.

Há 53 anos, o homem pisou na lua pela primeira vez, em uma viagem que mudou os rumos da corrida espacial.

Realizada pela NASA em julho de 1969, a missão Apollo 11 tinha como objetivo levar um astronauta até o satélite natural da Terra e conseguir trazer o explorador de volta em segurança.

Décadas depois, a agência espacial norte-americana tem planos mais ambiciosos.

A NASA deu início a missão Artemis 1 no último 16 de novembro, com o envio da cápsula não tripulada Orion à órbita lunar. Apesar de começar com pequenas etapas, os cientista já idealizam grandes mudanças para a civilização.

De acordo com Howard Hu, diretor do programa da espaçonave Orion, até 2030 setes humanos conseguirão habitar a Lua.

Durante uma entrevista ao programa de TV Sunday with Laura Kuenssberg, da rede BBC, ele estimou que, antes mesmo do final da década, astronautas estarão no local, com habitats que ajudarão as pessoas a viver e rovers para que possam trabalhar no espaço.

"É o primeiro passo que estamos dando para a exploração do espaço profundo a longo prazo, não apenas para os Estados Unidos, mas para o mundo", disse Hu.

"E acho que este é um dia histórico para a NASA, mas também é um dia histórico para todas as pessoas que amam o voo espacial humano e a exploração do espaço profundo."

Hu disse em uma entrevista à BBC que assistir à missão da Terra faz que ele ele se sinta como um pai ansioso.

O pesquisador ressaltou que ver as imagens e os vídeos da Orion "realmente dá aquela emoção e a sensação de 'uau, estamos voltando para a Lua'."