Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.486,01
    +1.576,40 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.684,86
    +1.510,80 (+3,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,46
    -0,09 (-0,11%)
     
  • OURO

    1.784,40
    +24,50 (+1,39%)
     
  • BTC-USD

    17.154,98
    +688,33 (+4,18%)
     
  • CMC Crypto 200

    406,06
    +5,37 (+1,34%)
     
  • S&P500

    4.080,11
    +122,48 (+3,09%)
     
  • DOW JONES

    34.589,77
    +737,24 (+2,18%)
     
  • FTSE

    7.573,05
    +61,05 (+0,81%)
     
  • HANG SENG

    18.597,23
    +392,55 (+2,16%)
     
  • NIKKEI

    27.968,99
    -58,85 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    12.071,75
    +29,50 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3965
    -0,0601 (-1,10%)
     

Astronautas da NASA colhem vegetais plantados no espaço 'sem terra'

Em breve, astronautas da Nasa poderão abandonar a alimentação de embalados com nova tecnologia de plantio no espaço
Em breve, astronautas da Nasa poderão abandonar a alimentação de embalados com nova tecnologia de plantio no espaço
  • Ideia da agência é aumentar o tempo que astronautas podem ficar no espaço;

  • Liderados por Jessica Watkins, astronautas da Nasa já colheram rabanetes e mostarda japonesa;

  • Tecnologia foi desenvolvida pela empresa Sierra Space.

A Nasa está explorando novas fronteiras, se não espaciais, pelo menos agriculturais. A agência espacial está cultivando vegetais sem o uso de solo na Estação Espacial Internacional, de modo a alongar a estadia de seus astronautas no espaço.

É isso mesmo, os vegetais estão sendo plantados sem solo. Sem o uso de terra. Os astronautas, liderados pela geóloga e engenheira de voo Jessica Watkins estão utilizando o método conhecido como XROOTS, uma abreviação de eXposted Root On-Orbit Test System, ou Teste de Sistema de Raízes Expostas Em Órbita em tradução livre.

O XROOTS é capaz de suportar plantas em todos estágios de desenvolvimento, desde a germinação, ao utilizar métodos hidropônicos, isto é, de plantio em água, e métodos aeropônicos, de plantio no ar. De acordo com uma publicação no blog da Nasa, Watkins já está começando a colher rabanetes e mostarda japonesa na ISS.

O dispositivo foi desenvolvido pela empresa Sierra Space e é descrito pela Nasa como "inovador". Ele contém uma série de "câmaras de crescimento independentes" distintas, que permitem aos astronautas testarem diferentes misturas a base de ar e água para várias espécies de plantas. O desenvolvimento da tecnologia pode ser capaz de inaugurar toda uma nova era de exploração interestelar com a geração de alimento no espaço.

Ainda não se sabe da experiência gastronômica de comer um "vegetal extraterrestre", então por enquanto não sabemos qual será a capacidade da tecnologia de alimentar uma estação inteira, quem dirá uma cidade. No entanto, o projeto, iniciado recentemente em fevereiro deste ano, tem previsão de conclusão de 4 a 6 meses, então logo mais teremos notícias sobre o que a tecnologia e os vegetais do espaço-sideral são capazes de fazer.