Mercado fechado

Astronauta árabe não terá que ficar em jejum durante o Ramadã na ISS

Sultan al-Neyadi é o primeiro astronauta árabe a ter a oportunidade de passar seis meses na Estação Espacial Internacional (ISS), incluindo durante o Ramadã, que impõe jejum a fiéis muçulmanos como ele. Mas sua profissão lhe concede certos privilégios.

"Eu estarei em situação de viajante, e na verdade podemos interromper o jejum. O jejum não é obrigatório se você não se sente bem", garantiu nesta quarta-feira Al-Neyadi, de 41 anos, durante uma coletiva de imprensa no Centro Espacial Johnson da Nasa em Houston, Texas.

Natural dos Emirados Árabes Unidos (EAU), ele será o segundo árabe a viajar para o espaço, mas o que permanecerá por mais tempo na ISS. Ele faz parte da tripulação de uma espaçonave da SpaceX que planeja decolar no dia 26 de fevereiro da Flórida.

Em setembro de 2019, outro astronauta dos EAU, Hazza al-Mansouri, passou oito dias na ISS.

"Na verdade, podemos comer o suficiente para evitar qualquer falta de alimento, nutrição ou hidratação", detalhou Al-Neyadi.

Neste ano, o mês sagrado do Ramadã vai de 23 de março a 21 de abril.

bur-mav/atm/am